Adriano confirmou nesta quinta-feira, em entrevista coletiva concedida na Gávea, que está mesmo deixando o Flamengo e se transferindo para a Roma. Ele deve viajar para a Itália nos próximos dias, acompanhado de seu agente, Gilmar Rinaldi, para fechar contrato, cuja duração ainda não foi divulgada.

A Roma será o quarto clube de Adriano na Itália – já jogou por Parma, Fiorentina e Inter de Milão. Em julho de 2009, saiu deste último após um histórico de polêmicas e punições por indisciplina. Repatriado pelo Flamengo, clube em que foi revelado, foi decisivo para a conquista do Campeonato Brasileiro, em que marcou 19 gols.

“Conversei com os dirigentes da Roma e volto para lá sabendo da responsabilidade, que é grande. Aprendi muito aqui e, com certeza, não vou cometer alguns erros que já cometi. Todos sabem do que fiz, mas me deram um voto de confiança e espero dar um retorno”, disse o Imperador. “Desde o ano passado, a Roma já havia feito um projeto para mim e já vinha pensando nisso. Tomei essa decisão de voltar à Itália porque acho que devia isso, independente do que aconteceu no Flamengo”, completou.

Adriano revelou ter se emocionado ao se despedir dos companheiros de Flamengo. “É difícil conseguir se despedir e não ter um momento de emoção. Não vou cometer de novo na frente de vocês, mas o grupo é maravilhoso e saio com o coração na mão. Estou triste por isso, mas acontece. Não foi a primeira vez, mas igual a esse grupo eu nunca tinha participado”, contou.

O jogador ainda prometeu retornar ao clube carioca. “Quando eu voltar, o Flamengo vai sempre a primeira opção. Espero fazer um bom trabalho lá e quem sabe voltar ao Flamengo. Ficam no coração o Brasil, o Flamengo e as pessoas que me querem bem. Sou flamenguista doente, esse é o clube que amo e acho que não saio devendo nada.”