A África do Sul começou nesta quinta-feira a contagem regressiva para receber a próxima Copa do Mundo, que terá início daqui a exatamente um ano, e será a primeira no continente africano. O país ainda corre contra o tempo para terminar as obras nos dez estádios que receberão partidas do próximo Mundial.

Um indício do atraso pôde ser observado nesta quinta: a cerimônia oficial, com presença do presidente do país, Jacob Zuma, aconteceu no Estádio Green Point, ainda em construção. Relógios espalhados pelas ruas do país apontavam erros na contagem, sinalizando que faltam 364 dias para o início do Mundial.

Zuma chutou uma bola no estádio, simbolizando o pontapé inicial para a Copa do Mundo. O primeiro grande teste das instalações sul-africanas será a Copa das Confederações, que começa no domingo, com a partida entre os anfitriões e a seleção do Iraque.

A Copa das Confederações terá participação de oito equipes. Além dos sul-africanos e iraquianos, o Grupo A tem Espanha e Nova Zelândia. Na chave B estão Brasil, Itália, Estados Unidos e Egito.