O Corinthians conheceu neste domingo seu adversário nas semifinais do Mundial de Clubes da Fifa: o Al Ahly, do Egito, que venceu o Sanfrecce Hiroshima por 2 a 1 e vai enfrentar o Alvinegro paulista na próxima quarta-feira, no estádio Toyota.

Al Sayed Hamdi abriu o placar para a equipe egípcia aos 15 minutos do primeiro tempo, e Hisato Sato empatou aos 32. Depois do intervalo, aos 11, o experiente Mohamed Aboutrika definiu o marcador.

Melhor na partida desde o começo, o Al Ahly impôs seu toque de bola e posicionou bem suas linhas de defesa e meio, não dando brechas para o ataque do time japonês. O primeiro gol saiu naturalmente, em uma jogada de linha de fundo do capitão Hossam Ghaly, que cruzou para Hamid escorar para o fundo da rede. O goleiro Masouda, que pouco antes havia substituído o titular Nishikawa, que se lesionou em uma dividida com Nagy Gedo, nada pôde fazer para evitar.

Após o gol do time egípcio, o atual campeão japonês, que participava do Mundial como representante do país-sede, cresceu de produção, apoiado pelo grande número de torcedores que foram de Hiroshima à cidade de Toyota para assistir à partida.

Assim, na base do “abafa”, veio o gol de empate de Sato, artilheiro e melhor jogador da J.League deste ano, que aproveitou uma indefinição na área após cobrança de escanteio para fuzilar o goleiro Ekramy.

No último lance antes do intervalo, o bom trabalho de criação dos meias da equipe japonesa, especialmente de Mihael Mikic, encurralaram o Al Ahly em seu campo e renderam chances de gol claras, que foram desperdiçadas por Yogiro Takahagi e Toshihiro Aoyama.

No segundo tempo, porém, o Sanfrecce perdeu o ritmo, e Aboutrika aproveitou um passe em profundidade de Fatih mal cortado pelo zagueiro Chiba para marcar.

Os japoneses buscaram a reação mais uma vez, principalmente nas jogadas envolvendo Sato, mas o atacante não conseguiu aproveitá-las – por exemplo, em uma em que não alcançou por poucos centímetros um bom cruzamento de Shimizu.

O campeão africano aproveitou a vantagem para se lançar à frente apenas nos contra-ataques, mas pouco perigo ofereceu.

A dez minutos do final, Sato teve a chance de empatar novamente quando ficou frente a frente com Ekramy, mas seu chute passou raspando a trave.

Com a eliminação do time da casa e a presença de muitos torcedores que vieram do Brasil e de outros brasileiros que moram no Japão, o Corinthians deve ter a seu favor, na próxima quarta-feira, a maioria do apoio da arquibancada do Estádio Toyota, onde dará seu primeiro passo na luta pelo bicampeonato mundial da Fifa.

Ficha técnica:

Sanfrecce Hiroshima: Nishikawa (Masouda); Moriwaki (Hwang Seok-ho), Chiba e Mizumoto; Mikic, Aoyama, Kazuyuki Morisaki, Shimizu (Yamagishi), Koji Morisaki e Takahagi; Sato. Técnico: Hajime Moriyasu.

Al Ahly: Ekramy; Fatih, Gomaa, Nagieb e Kenawi; Ashour, Ghali (Aboutrika), Gedo e Said (Barakat); Soliman e Hamid (Trezeguet). Técnico: Hossam El Badry.

Árbitro: Carlos Vera (EQU).

Gols: Hamdi e Aboutrika (Al Ahly); Sato (Sanfrecce).

Cartões amarelos: Soliman, Trezeguet, Gomaa e Ashour (Al Ahly); Morisaki (Sanfrecce).

Local: Estádio Toyota, na cidade de Toyota.