O lateral-esquerdo Alan Ruschel, o primeiro a ser resgatado e um dos seis sobreviventes do acidente do avião que levava a Chapecoense para a Colômbia, e acabou com 71 mortos, teve uma melhora importante durante a madrugada deste sábado (3).

Segundo o pai do jogador, Flávio, os aparelhos respiratórios foram retirados e ele já come sem sonda. Além disso, o lateral também se comunicou, apesar da dificuldade. Alan Ruschel não lembra do acidente, apenas de que estava indo para a Colômbia, mas não sabe o que aconteceu. Aconselhado por médicos e psicólogos, o pai do jogador não deu detalhes e disse que houve um pouso de emergência. Também tranquilizou o filho e falou que o goleiro Follmann e o zagueiro Neto estão internados no mesmo hospital e passam bem.

Quando foi resgatado, Alan Ruschel corria o risco de ficar paraplégico. Porém, passou por uma cirurgia na coluna vertebral e consegue movimentar normalmente os membros inferiores e superiores.

O relato do pai de Alan Ruschel foi em uma rede social. Confira:

Estou muito feliz com a recuperação do meu filho. Está desinchando, está respirando sem ajuda de aparelhos, retiraram essa madrugada, já está comendo sem ajuda de sonda e depois de muitos dias de angústia, consegui ouvir a voz dele novamente. Me perguntou quando iria voltar pra casa, o que tinha acontecido, se mais alguém havia se machucado. Perguntei se lembrava de algo e disse que não. Sabe que veio jogar na Colômbia. Lhe disse que haviam feito um pouso forçado, que Follman e Neto estão aqui no hospital também é que estão bem. Mostrei um vídeo que minha família mandou pra ele e ficou feliz. Só tenho a agradecer a Deus por tudo que tem nos proporcionado. Mais uma vez agradeço pelas orações e pela torcida de vocês, que nesse momento nos dá muita força. Grande abraço a todos. #forçafamíliachape #forçachape

Outros sobreviventes

Último encontrado com vida entre os destroços, o zagueiro Neto também mostrou uma evolução considerada. Neste sábado, ele já abriu os olhos e esboçou respostas. No entanto ainda passará por uma broncoscopia, mas as lesões causadas pelo acidente já estão em recuperção, como a reconstituição de um tendão.

O goleiro Follmann, que teve que amputar uma parte da perna direita, também se recupera bem e não tem mais nenhum risco de amputar a perna esquerda.

Quem mais preocupa é o jornalista Rafael Henzel. Além de uma fratura na perna e um trauma toráxico, ele está com pneumonia, devido ao frio que fazia na Colômbia quando foi resgatado. Como estava muito agitado, Henzel está em coma induzido, para agilizar o processo de recuperação.