Com o título brasileiro cada vez mais improvável, o Flamengo já adota um discurso mais pessimista. A derrota para o Grêmio, domingo passado, no Olímpico, tez o time rubro-negro ficar a seis pontos de distâncias de Vasco e Corinthians, que dividem a liderança – os paulista ficam à frente pelo número de vitórias. Por isso, nesta quarta-feira, o zagueiro Alex Silva disse repetidas vezes que o objetivo é a vaga para Libertadores do ano que vem. O que vier a mais, é lucro.

“Tem muitos pontos a serem disputados. É claro que ficou mais complicado. Vasco e Corinthians dependem só de si, mas podemos vencer os quatro jogos restantes dentro de casa e pelo menos buscar dois empates fora. Se não tropeçarem, méritos deles. Não está nada perdido. O primeiro objetivo é a Libertadores, mas caso haja tropeços podemos chegar ao título”, disse o zagueiro.

Na conta de “quatro jogos dentro de casa”, feita por Alex Silva, está o confronto contra o Vasco, provavelmente em São Januário. Dentro da previsão do zagueiro, o Flamengo chegaria a 66 pontos. Vasco e Corinthians, assim, não poderiam conquistar mais que sete pontos nas seis rodadas restantes para o título rubro-negro ser possível.

Atualmente na quinta colocação do Campeonato Brasileiro, mas ocupando o posto de pior carioca na competição, o Flamengo não está decepcionando sua torcida, garante Alex Silva. “Não é frustrante, estamos brigando pela Libertadores e pelo título, não é o fim do mundo. Se não conseguirmos o título, se a gente não classificar para a Libertadores, aí sim. Matematicamente, se a gente tiver chance, vamos tentar chegar até o final”, avaliou Alex Silva.

TREINO – O elenco do Flamengo se apresentou cedo no Ninho do Urubu, nesta quarta-feira. Comandados pelo preparador Antonio Mello, os atletas realizaram um circuito físico, em preparação para o jogo contra o Cruzeiro. Ronaldinho não foi ao campo, mas não preocupa para o jogo.

Já volante Willians treinou na Gávea nesta quarta-feira. Afastado do elenco principal, o jogador realizou um trabalho físico com o preparador físico João Marcos, acompanhado também pelo diretor de futebol Luiz Augusto Veloso.