Com o emprego ameaçado, o técnico Cuca lamentou as chances desperdiçadas pelo ataque do Cruzeiro no empate com o Santos, na noite de sábado, em Sete Lagoas. Para o treinador, as oportunidades perdidas foram determinantes para o resultado da partida.

“Tivemos 29 finalizações e fizemos um gol de pênalti. Não podemos perder tantas chances, tem que ‘matar’ o jogo senão você será castigado, assim como fomos”, lamentou o treinador. “O Santos teve algumas chances, mas depois que tiveram um jogador expulso, começaram a marcar bem atrás. No final tiveram a sorte e a competência de empatar”.

“Ficamos tristes, porque foi um jogo para ganharmos bem, tendo o volume de jogo que tivemos, com as chances que criamos, e perde muito gol, vamos fazer o quê? Tem que seguir a vida. Embora tenhamos jogado bem contra o Palmeiras e hoje, mas jogar bem e não vencer é pesado”, afirmou.

Cuca, no entanto, evitou apontar culpados pelo resultado. “A bola não entrou, o que vamos fazer?! Ela deu na trave, o goleiro pegou e muito. Não tenho que crucificar ninguém. Eu sei que ninguém perde gols por querer. Em quatro jogos somamos dois pontos. O Cruzeiro tem que melhorar, temos que estar lá em cima”, disse o técnico, ameaçado no cargo, após quatro rodadas sem vitória no Brasileirão.