Mesmo com chances remotas, o América-MG manteve viva a esperança de voltar à elite do futebol brasileiro ao derrotar o Atlético-GO, por 3 a 0, na tarde deste sábado, no Estádio Independência, pela 36.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Com o resultado, o time mineiro chegou aos 56 pontos, três a menos que o Icasa, primeiro time dentro do G4.

Ainda lutando pelo acesso, o América enfrenta o Joinville, na próxima sexta-feira, às 21h50, fora de casa, e encerra a Série B contra o ABC, no dia 30, às 16h20, em casa. Duas vitórias são mandatórias.

Os goianos, por outro lado, lutam contra a degola. O time está em 18º lugar com 38 pontos, três a menos que o Guaratinguetá, primeiro fora da zona de rebaixamento. O Atlético-GO tenta os últimos suspiros contra o Oeste, na sexta-feira, às 19h30, novamente longe de casa e encara o Guaratinguetá, na última rodada, do próximo dia 30, no Serra Dourada.

Neste sábado, desde o começo do jogo, os donos da casa fizeram pressão e não deixaram o adversário jogar. Com isto, não demorou muito para que eles conseguissem abrir o placar. Aos 12 minutos, após chute de fora da área, a bola sobrou para Marcão, que tocou com tranquilidade na saída do goleiro Márcio.

O Atlético-GO tentou manter as coisas no lugar, mas não se encontrou em campo com o esquema de três zagueiros e foi presa fácil para o adversário. Com espaço para jogar, o América-MG aumentou a vantagem ainda no primeiro tempo. Aos 30 minutos, Elsinho fez jogada individual e bateu colocado, de perna esquerda, marcando um belo gol. Os mineiros chegaram a marcar o terceiro, mas a arbitragem assinalou impedimento e anulou o tento.

A segunda etapa foi um pouco mais fria e menos movimentada. O Atlético-GO voltou com mudanças, voltando ao esquema com dois zagueiros. As alterações, no entanto, surtiram pouco efeito. Apesar de ter mais posse de bola, os goianos seguiam levando pouco perigo a Matheus.

O goleiro do América-MG precisou trabalhar apenas uma vez, em finalização de Fábio Lima. Enquanto isto, o América-MG tocava a bola e esperava o momento certo de atacar. Em uma desatenção da defesa adversária, os donos da casa aumentaram o placar. Kleber fez o levantamento, a defesa do Atlético-GO parou para fazer linha de impedimento e o atacante Alessandro apareceu livre para desviar, aos 32 minutos.

FICHA TÉCNICA:

AMÉRICA-MG 3 X 0 ATLÉTICO-GO

AMÉRICA-MG – Matheus; Elsinho, César Lucena, Vitor Hugo e Danilo; Claudinei (Marcelo Rosa), Andrei Girotto, Kléber, Bady e Nikão (Alessandro); Marcão (Wéverton). Técnico – Silas Pereira.

ATLÉTICO-GO – Márcio; Renan Foguinho, Anderson Conceição e Artur; Rafael Cruz, Marcone (Ricardo Jesus), Pedro Bambu, Fábio Lima, João Paulo (Adriano Michael Jackson) e Diego Giaretta; Anselmo (Jorginho). Técnico – Gilberto Pereira.

GOLS – Marcão, aos 12, e Elsinho, aos 29 minutos do primeiro tempo. Alessandro, aos 32 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO – Arilson Bispo da Anunciação (BA).

CARTÕES AMARELOS – Andrei Girotto (América-MG); Rafael Cruz (Atlético-GO).

CARTÃO VERMELHO – Rafael Cruz (Atlético-GO).

PÚBLICO e RENDA – Não disponíveis .

LOCAL – Arena Independência, em Belo Horizonte (MG).