Apesar do temporal que paralisou por uma hora o evento-teste para os Jogos Olímpicos do Rio, Ana Sátila ficou em sexto no Desafio Internacional na prova do K1 (caiaque individual), que terminou neste domingo no Complexo Esportivo de Deodoro, na Zona Oeste do Rio.

Depois de ir bem na fase classificatória da competição, Sátila fez uma boa descida na final, fechou o percurso em 106s99, mas foi punida em 50s por passar reto em uma das portas (obstáculo) e ficou sem um lugar no pódio. “Eu estava confiante, estava em um bom ritmo, mas infelizmente hoje não deu”, comentou Sátila.

Na final desta prova, a medalha de ouro ficou com a austríaca Violetta Oblinger-Peters, com o tempo 105s77, a prata foi obtida pela checa Katerina Kudejova (107s56) e o bronze ficou com a espanhola Maialen Chourrat.

No masculino, Pedro Gonçalves ficou em 13º lugar e não se classificou entre os 10 finalistas do K1 ao ser eliminado nas semifinais. O atleta passou por fora da baliza número 15 e por essa penalidade levou 50 segundos em seu tempo final. Entretanto, ele não desanimou ao já focar a disputa da Olimpíada de 2016.

“Vamos continuar trabalhando cada dia mais forte e o fator de competir em casa vai ajudar bastante. Será muito importante para que a equipe conseguir chegar ao pódio olímpico”, afirmou o canoísta brasileiro.

O ouro desta prova ficou com o francês Mathieu, com o tempo de 91s77, enquanto a prata foi para o alemão Sebastian Schubert (93s89) e o bronze foi obtido pelo francês Sebastien Combot (94s48).