A pesagem oficial do Ultimate Fighting Championship (UFC) 162 ontem (05), em Las Vegas, foi cheia de provocações entre Anderson Silva e Chris Weidman, mas terminou com um “selinho” entre os dois.

Após subirem na balança e atingirem o peso ideal, os dois lutadores foram para a tradicional encarada para os fotógrafos e cinegrafistas, mas foi aí que aconteceu o “beijo”.

Os dois tocaram a testa, o nariz e, em seguida, as bocas. Depois disso, trocaram empurrões e falaram provocações. Na entrevista com o apresentador Joe Rogan os dois prometeram a vitória na luta de hoje, que vale o cinturão dos pesos médios.

“Hoje ele é o cara, mas esse é meu momento e vou pra cima dele. Vou ser o campeão”, afirmou o americano. “Esse é melhor evento do mundo e será a melhor luta. Ele tem chances, mas eu vou ganhar”, respondeu Anderson.

Depois de descer do palco, Anderson Silva deu entrevista ao Sportv e explicou a encarada inédita que fez com Weidman: “na verdade eu não quis beijar, mas eu fui dar a encarada e acabou rolando”, afirmou.

Além da luta principal, o UFC 162 terá mais quatro lutas no card principal e seis nas preliminares. A transmissão começa a partir das 19h30. O presidente do UFC, Dana White, também falou sobre o grande confronto da noite: “Eu ouvi muitos lados até hoje. Pessoas dizendo que era loucura o Weidman disputar o cinturão, por não ser merecedor, e outras falando que ele ia derrotar o Anderson. Só tem um jeito de descobrir. Ficando ligado na luta no sábado”.

Família Gracie

Quarto representante da família Gracie a lutar pelo Ultimate Fighting Championship, Roger faz sua estreia na organização hoje, contra o americano Tim Kennedy. A família real das artes marciais no Brasil ajudou na própria criação do UFC, tendo sido representada no octógono por Royce, Renzo e Rolles Gracie.

“Fico muito feliz pela história que a minha família escreveu no octógono e espero fazer o mesmo. Mas no final eu sou um, e não posso pensar no passado e no que cada um fez. Tenho que entrar lá e mostrar o meu melhor para poder manter o legado da família”, explicou Roger.

Dana White, que sempre mostrou admiração pelos Gracies, também enalteceu a importância de ter Roger lutando pelo UFC: “Nenhum de nós estaria aqui se não fossem os Gracies. É sempre empolgante ter um representante da família lutando aqui”.

Sonho

Natural de São Paulo, o peso pena Charles Oliveira, conhecido como “Do Bronx”, diz estar vivendo um sonho. Após oito batalhas no UFC, o paulista fará pela primeira vez uma luta co-principal e logo em Las Vegas. No caminho do brasileiro, está o ex-campeão dos pesos leves Frankie Edgar.

“Quando eu soube que ia enfrentar o Frankie Edgar, logo em Las Vegas e na segunda luta mais importante da noite, fiquei muito feliz. Ele é ex-campeão do UFC e isso tudo me motivou bastante para fazer uma grande preparação. Também me preparei muito por saber da responsabilidade. Sei que é uma semana importante para os Estados Unidos”, disse “Do Bronx”.