Semifinalista do Hang Loose Pro Contest no ano passado, o cearense André Silva foi o grande destaque de ontem, dando mais um show nos tubos da Cacimba do Padre, em Fernando de Noronha (PE). O campeonato de surfe mais tradicional da América do Sul está comemorando seus 21 anos de existência, e começou logo no primeiro dia da janela que vai até domingo para ser encerrado. Ontem, as ondas de 1,5m tinham boa formação.

A previsão é que as ondas aumentem no decorrer da semana. A bateria inaugural foi vencida pelo jovem paulista Wiggolly Dantas, de apenas 16 anos de idade. O baiano Crhistiano Spirro conseguiu a primeira nota alta 8,0 no quarto confronto do dia e o carioca João Gutemberg igualou esta marca na nona bateria. Mas, André Silva quebrou todos os recordes na 14.ª bateria, arrancando uma nota 8,25 e somando 15 pontos de 20 possíveis. No primeiro dia, foram realizadas vinte das 24 baterias da primeira fase e a competição reinicia às 8h de hoje, na Cacimba do Padre.

?Eu estava numa ansiedade danada antes da bateria, mas felizmente, as ondas vieram e consegui pegar bons tubos?, disse André Silva, que passou para a segunda fase numa dobradinha cearense com Felipe Martins. Com esta vitória, André Silva igualou o niteroiense Guilherme Herdy como recordista da história do Hang Loose Pro Contest em Fernando de Noronha, pois esta é a 15ª. vez que ele fica em primeiro lugar em 21 baterias disputadas.

Foi também nos tubos que dois surfistas de Fernando de Noronha conquistaram suas classificações no primeiro dia do Hang Loose 2006. O primeiro a triunfar foi Nego Noronha, que passou atrás do norte-americano Anthony Petruso na quinta bateria.

Ao contrário dele, Patrick Tamberg, que mora em Florianópolis (SC), só conquistou sua classificação nos últimos segundos da 8.ª bateria, quando conseguiu superar o norte-americano Matt King para passar atrás do paulista Hizunomê Bettero. ?Noronha é assim mesmo. Tem gente que precisa de uma nota 9 e vira na última onda e a onda veio para mim no finalzinho?, disse Tamberg, aliviado.

Dos 192 surfistas de 18 países da participação recorde do Hang Loose Pro Contest em Fernando de Noronha, oitenta competiram nas vinte baterias da segunda-feira e só metade continua na disputa pelos US$ 100 mil do primeiro grande evento da temporada 2006 do Circuito Mundial de Surfe Profissional.

Os quatro últimos confrontos da primeira fase vão abrir a terça-feira e a previsão é realizar mais dezoito das 24 baterias da segunda rodada da competição, quando entram mais 48 novos competidores, incluindo o campeão em Fernando de Noronha em 2004, o sul-africano Warwick Wright.

Já os principais cabeças-de-chave, só estréiam na 3.ª fase e desta lista fazem parte outros campeões do Hang Loose como o catarinense Neco Padaratz (2003) e o cabo-friense Victor Ribas (2002), escalados juntos na 1.ª bateria, além do niteroiense Guilherme Herdy, que entrará na 12.ª bateria.