As insinuações de Rodrigo Caetano, diretor de futebol do Vasco, de que o Corinthians estaria sendo favorecido pela arbitragem no Campeonato Brasileiro foram respondidas nesta quarta-feira por Andrés Sanchez. O presidente do clube do Parque São Jorge criticou o dirigente do time carioca, que declarou achar estranho que a festa após o encerramento do torneio esteja marcada para São Paulo.

“O São Paulo ganhou vários títulos e a festa foi no Rio. Não pode ter uma em São Paulo? Isso não quer dizer que o Corinthians vai ser campeão. Rodriguinho tem de trabalhar com o Vasco e deixar de penhorar conta”, criticou Andrés, que reclamou de supostos erros de arbitragem nas últimas partidas do Corinthians no Campeonato Brasileiro.

“Todo mundo viu e ninguém está falando de apito amigo. Já fomos prejudicados e ajudados. Vasco, Fluminense, Flamengo, São Paulo, todos tiveram erros. Nos últimos jogos vocês viram e ninguém fez escândalo”, declarou o dirigente, que também pediu para Rodrigo Caetano se preocupar apenas com o Vasco.

“Fico triste pelo Rodrigo Caetano tomar essas atitudes. Um dia pode estar no Grêmio, outro lugar. O Vasco é parceiro, sempre procurei ajudar o Vasco. Já é a terceira vez com o Corinthians. Ele tem de se preocupar com o Vasco”, disse.

Ao declarar mais uma vez que o Palmeiras é o principal rival do Corinthians, Andrés revelou o desejo de que o time conquiste o título do Campeonato Brasileiro antes da rodada final, quando os clubes paulistas vão se enfrentar. “Meus jogadores não vão fazer isso comigo, eu queimaria dois maços de cigarro. Se ganhasse seria especial, mas não quero correr o risco. Clássico é clássico, eles ganham o ano e eu perco o ano”, afirmou.

Fora dos últimos três jogos do Corinthians, o atacante Adriano teve o seu comportamento fora de campo respaldado por Andrés. “Não sou babaca, ele que beba, encha a lata, vindo aqui e treinando, fazendo trabalho está bom. Na folga faz o que achar melhor, é atleta”.