Gustavo Scarpa voltou a se ausentar do treino do Fluminense nesta sexta-feira. Com futuro indefinido no clube, o aniversariante do dia não apareceu no CT e frustrou até os seus companheiros, que prepararam uma festa especial para ele. Pelo menos foi o que indicou o volante Luiz Fernando.

“A gente está tentando fazer contato com ele, para falar que o bolo dele está aqui. Se ele quiser vir buscar, a gente vai ficar muito feliz e vamos até cantar parabéns para ele. Na verdade, está sendo providenciado um bolinho de aniversário para ele lá no hotel, para comemorar o aniversário dele”, disse, em tom de brincadeira.

Luiz Fernando garantiu que nem mesmo o elenco tricolor tem conseguido entrar em contato com Scarpa, mas negou qualquer mágoa com o jogador. “Ele é nosso amigaço, é o ‘morceguinho’, um apelido carinhoso que demos para ele. Está no nosso coração”, afirmou.

Insatisfeito com a cobrança da torcida no final de 2017, Scarpa pediu para ser negociado pelo Fluminense. Palmeiras, Corinthians e São Paulo se aproveitaram e tentaram envolver alguns jogadores em uma troca por empréstimo. Mas as negociações não evoluíram.

A expectativa, então, era de que Scarpa se reapresentasse com o elenco na última quarta, porém, o meia não apareceu e sequer respondeu as tentativas de contato da diretoria. Luiz Fernando sabe da importância do colega para o elenco, mas considerou que o time tricolor tem peças para substitui-lo.

“Sabemos que ele é um jogador de extrema importância no nosso plantel, de muita qualidade. Mas temos outros jogadores que podem suprir a ausência. Não sabemos o que pode acontecer. Se ele voltar, vai ser ótimo. Se ele não voltar, também terá jogadores que podem cumprir essa função”, avaliou.