O ex-jogador de futebol Antônio Carlos Zago pediu demissão na manhã desta terça-feira (3) do cargo de diretor-técnico do Corinthians. Ele ocupava o posto desde o início do ano passado, a convite do presidente Andrés Sanchez.

A diretoria corintiana não revelou o motivo da saída do dirigente, mas Antônio Carlos teve seu nome envolvido na polêmica noitada do atacante Ronaldo em Presidente Prudente, no interior paulista. Na madrugada da última sexta-feira, o jogador saiu para uma balada na cidade e acabou perdendo o treino da manhã. Com isso, foi multado pela equipe em parte do seu salário (o valor não foi divulgado).

Alguns conselheiros do Corinthians acreditam que Antônio Carlos, promotor de uma confraternização para o elenco corintiano na cidade, estava junto com Ronaldo na casa noturna Pop’s Drinks. Por isso, pediram a demissão do ex-atleta a Sanchez, que em um primeiro momento havia garantido o ex-zagueiro no cargo, antes do próprio Antônio Carlos tomar a atitude de sair.