O Atlético de Madrid não poderá contar com Diego Godín por ao menos um mês após o zagueiro da seleção uruguaio ser diagnosticado com apendicite neste sábado. O clube espanhol disse que o jogador iria se submeter a uma cirurgia de emergência para remover seu apêndice depois de ser internado em um hospital na manhã deste sábado.

Godín foi uma das principais contratações do Atlético Madrid para a temporada, já que a equipe teve uma das piores defesas do último Campeonato Espanhol. O técnico Quique Sanchez Flores disse que o zagueiro Álvaro Dominguez está voltando de lesão para preencher a vaga Godín, a partir do jogo contra o Almería, no domingo.

O Atlético de Madrid ocupa a oitava colocação no Campeonato Espanhol, após oito rodadas, com 13 pontos somados. E a equipe sofreu nove gols nestas partidas, já com Godín, que foi contratado junto ao Villarreal e defendeu a seleção uruguaia na Copa do Mundo da África do Sul.