O finlandês Kimi Raikkonen está longe de sua melhor fase na Fórmula 1, mas afirma que nunca esteve com a motivação tão em alta. Depois de ter seu motor quebrado em Valência e ser ultrapassado por Felipe Massa, caindo para terceiro no Mundial, o atual campeão negou que esteja desanimado.

“A vida seria muito mais fácil se pudéssemos vencer sempre, mas às vezes as coisas não acontecem do jeito que queremos. Nessas horas, não podemos chorar pelo leite derramado. O que aconteceu já é passado, e temos de olhar adiante. Ainda não acabou”, disse o piloto, que soma 57 pontos no campeonato, contra 70 de Lewis Hamilton e 64 de Massa.

“Vou continuar lutando para conquistar os resultados que quero. Ainda falta um terço da temporada e é tempo suficiente para me recuperar. Se alguém está preocupado com minha motivação, saiba que nunca quis tanto vencer”, afirmou o finlandês.

Pelo menos para a próxima etapa do Mundial, Raikkonen tem motivos para ficar animado. Ele venceu as três últimas provas em Spa-Francorchamps, em 2004, 2005 e 2007. “Adoro aquela pista. Gostaria de correr lá durante todo o ano. É o melhor circuito do mundo.