A vantagem do ciclista espanhol Alberto Contador em relação ao segundo colocado foi reduzida pela metade no fim da penúltima etapa do Giro D’Itália, de Saint-Vincent até Sestriere, mas isso não deve impedir a conquista da competição pelo espanhol. Antes da penúltima etapa, a diferença para o italiano Fabio Aru era de mais de 4 minutos. Como Contador ficou afastado do pelotão que liderava a etapa no trecho de terra em Colle delle Finestre, a vantagem caiu para 2 minutos e 2 segundos. O ciclista espanhol, um dos poucos a conquistar as “Grandes Voltas”, as provas Volta da França, o Giro D’Itália e a Volta da Espanha, está praticamente com o título garantido porque na última etapa, um trajeto plano de 185 quilômetros entre Turim e Milão, todos os ciclistas andam em um pelotão compacto, com poucas possibilidades de vitória por uma diferença maior de tempo.

O italiano Aru, que recuperou o segundo lugar na classificação geral con sua vitória nesta 19ª etapa, ganhou sua segunda consecutiva no Giro ao marcar 5 horas, 12 minutos e 25 segundos. O canadense Ryder Hesjadal cruzou a chegada em segundo, a 18 segundos de Aru. O colombiano Rigoberto Urán ficou em terceiro, a 24 segundos. O espanhol Mikel Landa, companheiro de Aru na equipe Astana, se manteve com o terceiro lugar na classificação geral, a 3:14, antes da última etapa de domingo.

Contador, que não perdeu a animação depois de um dia ruim na prova, comemorou a passagem na linha de chegada cerrando o punho, certo de que está próximo de conquistar seu segundo Giro D’Itália. Seu primeiro título na prova italiana foi conquistado em 2008. O espanhol busca a conquista dupla do Giro e da Volta da França, fato que não ocorre desde 1998, com Marco Pantani.

O ciclista da Espanha teve semanas difíceis na Itália, onde sofreu vários acidentes e teve uma luxação no ombro. Na Volta da França, Contador encontrará uma disputa mais complicada, já que seu principal adversário, o colombiano Nairo Quintana, campeão do Giro em 2014, decidiu pular a competição na Itália para se concentrar totalmente na Volta da França.