Depois de demitir o técnico Manuel de la Torre, que não resistiu a uma derrota para Honduras nas Eliminatórias da Concacaf para a Copa do Mundo de 2014, o México anunciou nesta quinta-feira a contratação de Víctor Manuel Vucetich como substituto para o cargo.

O treinador de 58 anos chegará com o objetivo de tentar levar a seleção mexicana ao Mundial nas duas últimas partidas das Eliminatórias. Altamente vencedor no futebol local, no qual ganhou 14 de 15 finais que disputou em sua carreira como comandante, ele dirigirá o país nos confrontos decisivos diante do Panamá, em casa, em 11 de outubro, e contra a Costa Rica, fora de casa, quatro dias depois.

Demitido nesta temporada pelo Monterrey, Vucetich já havia sido candidato ao lugar do técnico Javier Aguirre na seleção mexicana depois da Copa do Mundo da África do Sul, mas alegou questões familiares para não assumir o cargo, abrindo espaço para De la Torre, escolhido para a função no final de 2010.

O México é o atual quinto e penúltimo colocado do hexagonal final das Eliminatórias da Concacaf e vive situação desesperadora. Estados Unidos e Costa Rica, respectivos líder e vice-líder do qualificatório, já carimbaram o passaporte para o Mundial. Pelo regulamento, os três primeiros colocados do hexagonal se classificam diretamente à Copa e o quarto colocado fará uma repescagem contra a Nova Zelândia, representante da Oceania. Honduras ocupa hoje a terceira colocação, com 11 pontos, contra oito de Panamá e México.

“É um desafio pessoal, independentemente que seja em um momento crítico. Creio que vale a pena porque o futebol (mexicano) me deu muito e agora posso dar algo em troca. É o desafio mais importante da minha carreira, sem dúvida, há uma problemática que temos de analisar e encontrar a solução”, ressaltou Vucetich.