Antônio Carlos jogou a toalha no Paulistão. O treinador admitiu que a classificação do Palmeiras é “difícil” e “complicada”, após a derrota para a Ponte Preta, e já começou a pensar no planejamento para o Campeonato Brasileiro.

“Disse desde o início que a classificação seria difícil. Pela mudança de treinador, pelo que o time tinha feito até então. E agora não é diferente. A classificação é complicada, por isso temos de pensar na Copa do Brasil e em preparar a equipe para o Brasileiro”, afirmou, depois do revés no Palestra Itália.

“Todos estão cientes do trabalho que fazemos aqui. O Paulistão é o Estadual mais importante do Brasil, mas temos outros objetivos. É preciso esquecer derrotas difíceis como a de hoje [sábado] e pensar na sequência, além de fazer um planejamento para duas competições”, adiantou.

Em relação à derrota para a Ponte Preta (2 a 0), o técnico acredita que faltou movimentação no meio-campo e mais finalizações. “Tínhamos que tocar a bola, até porque a Ponte Preta veio com cinco jogadores no meio campo. Tínhamos que girar a bola, como fizemos no primeiro tempo, mas talvez tenha faltado chutar mais a gol. Temos que considerar ainda que a Ponte não deixou espaço no meio, só nas laterais, e foi por ali que criamos mais”, comentou.