Após a traumática eliminação diante do Boston Celtics nas semifinais da Conferência Leste, na noite de quinta-feira, o astro LeBron James tem futuro incerto na NBA. A partir do dia 1º de julho, ele pode assinar contrato com outra equipe. E não faltam interessados para tirá-lo do Cleveland Cavaliers.

Eleito o melhor jogador da temporada regular da NBA por duas vezes seguidas, LeBron James pode ser considerado o maior astro da liga norte-americana de basquete na atualidade. Mas não conseguiu chegar ao título com o Cleveland Cavaliers, equipe que defende desde sua estreia, em 2003.

Neste ano, o Cavaliers parou novamente no meio do caminho, mesmo após ter feito a melhor campanha da temporada regular. Diante do Boston Celtics, perdeu por 94 a 85 na noite de quinta-feira e viu a série ser fechada em 4 a 2 – nem os 27 pontos, 19 rebotes e 10 assistências de LeBron impediram a derrota no jogo decisivo.

Depois da derrota em Boston, LeBron fez mistério sobre seu futuro. “Eu quero vencer. Esse é meu único objetivo. Para mim, o que importa é a vitória e o Cavaliers também tem esse compromisso. Mas, ao mesmo tempo, quero deixar minhas opções abertas neste momento”, afirmou o astro de 25 anos, que prometeu voltar ainda melhor para a próxima temporada.

O Cavaliers, de fato, investiu alto para montar um time vencedor para LeBron, mas fracassou na luta para chegar ao título. Agora, espera convencê-lo a continuar por lá, mas será difícil. New York Knicks, Chicago Bulls e Miami Heat já acenaram com ofertas astronômicas para tirar o astro de Cleveland na próxima temporada, quando ele vira agente livre.