Com atrasos e 846 dias depois da última partida oficial na Arena da Baixada – realizada em dezembro de 2011-, a torcida do Atlético poderá finalmente ver o Furacão em campo novamente no caldeirão. Hoje, às 15h, o amistoso da equipe principal atleticana diante do J. Malucelli, restrito para 10 mil pessoas, vai marcar o reencontro do torcedor com o Joaquim Américo e o primeiro evento-teste do remodelado estádio rubro-negro. Quase excluído da Copa do Mundo deste ano, o palco atleticano teve, em dois meses, desde que a Fifa deu um ultimato aos organizadores do Mundial em Curitiba, uma evolução pouco vista no período em que ficou fechado para reforma.

Desde a visita de Jérôme Valcke, no dia 21 de janeiro, a Arena da Baixada ganhou reforço financeiro com a liberação de recursos oriundos dos financiamentos firmados junto à Fomento Paraná, e reforço no contingente de trabalhadores para concluir a tempo o estádio atleticano para a Copa do Mundo. Com isso, o gramado, que não tinha sido colocado, já está em perfeito estado para uso e a cobertura do estádio foi totalmente concluída.

O avanço também aconteceu na colocação das cadeiras do Joaquim Américo. Há dois meses, pouco mais de 2 mil assentos tinham sido instalados. Agora, quase 30 mil já foram colocados. A evolução visível no canteiro de obras atingiu também os vestiários e banheiros do estádio, as áreas de circulação, assim como a iluminação e a conclusão da instalação dos telões, e o funcionamento dos sistemas elétrico e hidráulico.

Time

Apesar de ser um amistoso, o evento-teste da Arena da Baixada pode ser útil para o técnico Miguel Ángel Portugal. O treinador terá a oportunidade de ajustar o time visando o duelo contra o The Strongest, dia 8 de abril, em La Paz, na Bolívia, pela última rodada da fase de grupos da Libertadores. Apesar de toda a festividade que o jogo trará, o comandante do Furacão, diante do último resultado negativo contra o Vélez Sarsfield, não deverá ser poupado pelo torcedor.

Para o duelo contra o Jotinha, Portugal terá algumas baixas. O zagueiro Manoel, com uma lesão no joelho, não terá condições de entrar em campo. Assim, Dráusio será o titular da zaga ao lado de Cleberson. A outra baixa está no ataque. Douglas Coutinho foi vetado pelo departamento médico e o atacante Adriano, recuperado de uma lombalgia e de dores na coxa, que o tiraram das três últimas partidas do clube da Libertadores, deve formar o setor ofensivo ao lado de Marcelo e Éderson. O restante da equipe deverá ser o mesmo que iniciou o duelo contra o time argentino.