O novo diretor executivo de futebol do Vasco, Franck Assunção, ao ser apresentado à imprensa na quinta-feira, disse que tinha 18 anos de experiência na Europa e havia trabalhado como consultor do Ascoli, da Itália, e do Chiasso, da Suíça, ambos times da segunda divisão de seus países.

Nesta sexta, diretores dos dois clubes negaram qualquer ligação com Assunção, dizendo apenas que ele se apresentou como procurador de jogadores sul-americanos. O presidente Roberto Dinamite foi vago em sua resposta.

“Eu acredito nas pessoas. Claro que precisamos estar atentos a tudo, mas o importante é que a pessoa tenha a capacidade para exercer a função para a qual foi contratada. Não conversamos (por apenas) um dia, mas por quase dois meses, e o vejo como uma pessoa séria”, disse Dinamite.