Um dia depois de afastar o zagueiro Domingos do elenco do Santos, o técnico Vanderlei Luxemburgo explicou a decisão nesta sexta-feira em seu blog. O treinador atribuiu o veto ao destempero do jogador, considerado um risco à integridade física aos atletas do grupo.

“Uma coisa é você jogar duro e ser viril, pois isso pertence ao futebol. E outra coisa é você não ter a noção e a medida exata da dureza e da virilidade nas jogadas”, explicou Luxemburgo. “Eu seria imprudente e inconsequente se continuasse permitindo que ele botasse em risco a integridade física de seus próprios companheiros”, completou.

Domingos foi afastado por Luxemburgo após uma dividida com o goleiro Rafael, de 19 anos, durante o treino de quarta-feira. O zagueiro acabou quebrando a perna do jovem companheiro, que deverá ficar afastado por até seis meses.

Na temporada passada, Domingos já havia causado prejuízo ao clube, quando acertou o lateral-direito Bruno. O atleta precisou ser operado no joelho e ainda não voltou aos gramados.

“Foram casos sérios e pontuais de seu destempero dentro do clube que me obrigaram a tomar a decisão de afastá-lo. O zagueiro Domingo é uma ótima pessoa e um excelente caráter, mas não tem a devida noção para medir sua força”, reforçou Luxemburgo.