O árbitro paraguaio Carlos Amarilla poderá ficar de fora da Copa do Mundo da África do Sul. O seu assistente Emigdio Ruiz Roa se lesionou durante a avaliação física realizada nesta terça-feira em Buenos Aires, na Argentina. Se for constatada uma séria contusão, os representantes do Paraguai serão substituídos pelo trio encabeçado pelo uruguaio Martín Vazquez.

O regulamento da Fifa determina que todos os integrantes do trio de arbitragem de um país sejam aprovados na prova final. Se um deles for vetado, os outros dois também não poderão participar do Mundial. Assim, Amarilla corre risco de ficar fora por causa de seu auxiliar.

Já os árbitros Carlos Eugênio Simon (Brasil), Héctor Baldassi (Argentina), Jorge Larrionda (Uruguai), Pablo Pozo (Chile) e Oscar Ruiz (Colômbia) foram aprovados nos testes físicos realizados em Buenos Aires e tiveram presença confirmada na Copa do Mundo.

Com a ida para a África do Sul, Carlos Eugênio Simon baterá um recorde. Será a sua terceira participação em um Mundial. Nenhum brasileiro alcançou esta marca. O árbitro gaúcho terá na Copa do Mundo o auxílio dos assistentes Roberto Braatz e Altemir Hausmann.