O novo reforço do Atlético para 2010 concedeu a sua primeira entrevista ontem pela manhã no CT do Caju. O argentino Javier Fabian Toledo, 23 anos, se apresentou aos jornalistas com um “bom dia”, mas na sequência se atrapalhou um pouquinho para responder as perguntas feitas em português.

Alto, canhoto e fã de Batistuta, Pepe (apelido de Javier) disse que é um jogador de área e que espera ter uma boa passagem pelo Furacão. “Estou muito contente por chegar no Atlético, com muita expectativa de integrar o grupo e ficar à disposição do técnico, já que o futebol brasileiro é muito competitivo e muito bom”, afirmou.

Segundo ele, a vinda para o Brasil não foi uma grande surpresa porque já haviam sido feitos contatos anteriores. Ele tinha que decidir entre jogar no Atlético ou voltar para a Argentina.

Preferiu o Rubro-Negro, porque “é uma equipe grande e tenho a expectativa de ir muito bem. As referências que tenho do clube são muito boas”, disse. Aqui espera aprender muito e ajudar a equipe, já que se considera um jogador jovem.

Javier comentou que não tem preferência por esquema de jogo e que atua como o técnico definir. Perguntado se conhece o seu compatriota Ariel Nahuelpan, centroavante que defende as cores do rival Coritiba, respondeu: “Conheço o Ariel e já joguei contra ele. Conheço, mas não tive contato. Cheguei ontem (segunda-feira) e hoje é meu primeiro dia de treinamento e não conversamos. Ainda não tenho outros amigos aqui (Curitiba)”, disse Pepe, complementando que espera fazer amizades no clube e ajudar o Atlético.

Javier chega ao Rubro-Negro por empréstimo e para ser a referência de área. Terá uma boa disputa por posição, principalmente com Bruno Mineiro, Patrick, Alex Mineiro e o colombiano Jorge Serna.

Marcelo e Wallyson também são atacantes porém, de velocidade, diferentes da característica do argentino. Sobre o novo contratado, o treinador Antônio Lopes não falou muito por desconhecer o futebol do atleta.

“Vi apenas DVDs dele no final do ano(2009) quando estávamos atrás de atacantes. Mas nunca o vi jogando e não gosto de dar opinião por DVD, através dos melhores momentos. Gosto de opinar quando vejo no campo, jogando”, explicou o treinador.

A expectativa é que Pepe tenha oportunidades no time rubro-negro e corresponda em campo com muitos gols. Principalmente que tenha trajetória bem diferente do último compatriota que passou pelo CT do Caju.

Em 2009, Rodrigo “Rengo” Dias passou alguns meses no CT. Treinou, readquiriu sua forma física, mas não jogou uma partida oficial sequer pelo Furacão, voltando em seguida para a Argentina.

Javier estava defendendo o Al Ahli, da Arábia Saudita, mas iniciou sua carreira no Chacarita Junior, da Argentina. Além desses dois clubes, o atacante de 1,90m de altura atuou também pelo Deportivo Cuenca, do Equador.