O brasileiro Ronaldinho Gaúcho está de acordo com a ideia de encerrar a sua carreira no Milan, como disse planejar Silvio Berlusconi, presidente do clube, mas deve ainda discutir a renovação do seu contrato, afirmou o seu irmão e representante.

“As palavras de Berlusconi nos deram um grande prazer e nosso desejo é o mesmo dele”, assinalou Assis, em uma entrevista telefônica publicada nesta sexta-feira pelo jornal Corriere dello Sport.

O irmão de Ronaldinho ressaltou a necessidade de chegar a um acordo sobre um novo contrato, já que o atual se encerrará em um ano. Assis, porém, revelou otimismo para resolver a situação. “Não espero problemas particulares”.

Ele anunciou que viajará na próxima semana para a Itália e que vai se reunir com Adriano Galliani, vice-presidente do Milan, para discutir um novo vínculo. Segundo o jornal, as partes já começaram a discutir a renovação há alguns meses, mas sem se aproximar de um acordo.

O clube deseja que o atual salário anual de 8 milhões de euros passe a ser pago por duas temporadas, o que não agradou Ronaldinho. Mas as últimas declarações de Assis parecem deixar o jogador mais perto de permanecer no Milan do que de uma transferência para o Los Angeles Galaxy, dos Estados Unidos, ou para o Flamengo.