O meia chileno Arturo Vidal, artilheiro da Copa América com três gols, foi transferido na manhã desta quarta-feira para um tribunal de San Bernardo, na região metropolitana de Santiago. Ele foi detido na noite de terça-feira, após envolver-se em um acidente de trânsito. O jogador estava sob efeito de álcool, de acordo com a polícia. Bateu sua Ferrari numa estrada nas proximidades da capital chilena, quando voltava para a concentração da “Roja”.

O acidente aconteceu no quilômetro 25 do acesso sul a Santiago. Vidal sofreu ferimentos leves, assim como a motorista do outro veículo. A mulher do jogador, Maria Teresa Matus, teria sofrido fratura no braço.

No Chile, comenta-se que Vidal será cortado da seleção, por causa do acidente. O técnico Jorge Sampaoli estaria irritado com o comportamento do jogador, que passou o dia de folga num cassino a 120 km da capital. Os dirigentes chilenos também seriam a favor do corte. Existe grande pressão da imprensa para que isso ocorra. A torcida, porém, defende a manutenção do jogador no elenco. A decisão deverá ser anunciada no início desta tarde de quarta. Uma reunião esta manhã entre Sampaoli e os dirigentes definirá o que fazer.

Vidal passou pelo teste de bafômetro, que constatou quantidade de álcool no sangue acima do permitido pelas leis chilenas – 0,8 microgramas por litro. No entanto, há divergência entre os próprios policiais, sobre a quantidade exata apontada pelo exame. Ele foi inicialmente levado a um hospital e depois à delegacia da cidade de Bruin, onde passou a noite. Pelo twitter, o jogador disse que não teve culpa no acidente, que não se machucou a agradeceu a preocupação do público.

No Tribunal de Garantia, será feito o controle da detenção de Vidal, de acordo com as leis chilenas. Lá, um juiz decidirá se permanece detido, o que é uma possibilidade remota, pois não houve feridos com gravidade, ou se fica em liberdade. Poderá ser estabelecida fiança.

Segundo informações da imprensa chilena, Arturo Vidal, jogador da Juventus italiana, comprou a Ferrari vermelha – que ficou bastante avariada no acidente – há duas semanas. Vídeos divulgados na internet mostram o jogador jogando no cassino, com um lata de energético a seu lado. Comenta-se que teria consumido vodka, informação não confirmada.

Sampaoli também está sendo criticado por ter dado folga aos jogadores em plena disputa da competição. O argumento é o de que todas as outras seleções têm regime de concentração total e o Chile, até por ser anfitrião e buscar um título inédito, não deveria fazer diferente.