A ginasta Daiane dos Santos definiu o mês de setembro como prazo final para encontrar a nova música que irá embalar as suas apresentações no solo. Caso contrário, adiará a aposentadoria do Brasileirinho para o ano que vem. A idéia da atleta gaúcha é estrear outra coreografia no Campeonato Mundial da modalidade, marcado para novembro em Melbourne, Austrália.

"Está um pouco difícil encontrar uma nova música. Tem que ser um tema empolgante, que levante o público", explicou a ginasta. "Se eu não conseguir encontrar algo que se identifique comigo até setembro, manterei a coreografia atual para o Mundial de Melbourne. E, caso isto aconteça, buscarei uma nova música para a próxima temporada", revelou Daiane.

Será com o Brasileirinho que a ginasta defenderá a equipe nacional na Universíade, o próximo compromisso da atleta, a ser realizada de 11 a 21 de agosto na cidade de Esmirna, na Turquia. Além do solo, Daiane foi escalada para competir na trave, nas barras paralelas e no salto sobre o cavalo. O evento, que reúne atletas universitários de todo o mundo, terá outros integrantes da seleção brasileira de ginástica: Camila Comin, Roberta Monari, Mosiah Rodrigues, Caio Costa, Bruno Martins e Rogério Pereira.

"As expectativas são boas. Espero que eu consiga desempenhar tudo o que venho fazendo nos treinos", disse Daiane, que participa pela segunda vez da Universíade. A sua estréia nesta competição foi em 2001, quando foi vice-campeã no solo em Pequim.