O Athletico perdeu a liderança e os 100% de aproveitamento no Campeonato Brasileiro. Neste domingo (16), o Furacão não repetiu as mesmas atuações das primeiras rodadas e perdeu para o Santos por 3×1, na Vila Belmiro.

Apesar de começar melhor o confronto, o Rubro-Negro sentiu o primeiro gol, de Soteldo, e ainda viu Felipe Jonatan marcar o segundo ainda no final da primeira etapa. Marinho aumentou e Abner descontou no final.

Com o resultado, o time atleticano parou nos seis pontos e caiu para o quinto lugar. O próximo compromisso é contra o Palmeiras, quarta-feira (19), às 19h30, na Arena.

+ Confira como foi o jogo no Tempo Real da Tribuna!

Sem se intimidar com o Santos, o Athletico iniciou o jogo tendo mais o controle da bola. Explorando os lados do campo, o Furacão acuava os donos da casa em seu campo defensivo e rondada a área, sem sofrer sustos lá atras.

Porém, o confronto demorou a ter uma das equipes criando uma boa chance de gol. A melhor foi aos 20 minutos, quando Vitinho cruzou a bola na área e ela foi em direção ao gol, exigindo trabalho de Vladimir. Na sequência, aos 22, Jonathan lançou Vinícius Mingotti, que só parou na defesa do goleiro.

Só que no primeiro vacilo da defesa rubro-negra, o Santos aproveitou para abrir o placar. Aos 28, Thiago Heleno tocou para Lucas Halter, que se atrapalhou. O Santos ficou com a bola, Marinho recebeu, invadiu a área e cruzou para Soteldo, sozinho, empurrar para o gol aberto.

O gol, aparentemente, tirou a concentração atleticana. Depois disso, o Peixe cresceu no jogo. Nem mesmo o fato de o goleiro Vladimir e o zagueiro Lucas Veríssimo precisarem ser substituídos abriu espaços. Pelo contrário. O Athletico pouco criava lá na frente, e sofria lá atrás.

Defesa do Athletico teve trabalho na Vila Belmiro. Foto: Ivan Storti/Santos

A situação piorou aos 40, quando Marinho avançou pela direita e cruzou. A bola passou por toda a área e caiu nos pés de Felipe Jonatan, que acertou um chutaço no ângulo e aumentou a vantagem. No último lance do primeiro tempo, Nikão ainda acertou a trave, desperdiçando chance de descontar.

+ Confira a classificação completa do Brasileirão!

No segundo tempo, o Athletico reequilibrou o duelo, que ficou muito truncado pelo meio. Enquanto o Furacão explorava muito Nikão e Léo Cittadini, o Santos trabalhava mais a bola, sem se afobar para ir para cima, tentando os contra-ataques.

O Rubro-Negro chegou a ter 62% da posse de bola, mas não transformava o domínio em pressão. Nas poucas vezes que chegava ao ataque, não conseguia finalizar com perigo na meta de João Paulo.

Na reta final, o time santista aproveitou as falhas de marcação da defesa atleticana e criou boas chances, exigindo trabalho de Santos. Só que, aos 36, Marinho arrancou livre, aproveitando bobeada de Lucas Halter, e finalizou sem chances de defesa.

Aos 41, Abner ainda descontou, aproveitando cruzamento de Geuvânio, pela direita, mas já era tarde para uma reação.

Ficha técnica

BRASILEIRÃO
3ª rodada

SANTOS 3×1 ATHLETICO

Santos
Vladimir (João Paulo); Pará, Lucas Veríssimo (Alex), Luan Peres e Felipe Jonatan; Alison, Diego Pituca e Carlos Sanchez; Soteldo, Marinho (Jóbson) e Kaio Jorge (Taílson). Técnico: Cuca

Athletico
Santos; Jonathan (Khellven), Thiago Heleno, Lucas Halter e Abner; Wellington, Léo Cittadini e Marquinhos Gabriel (Richard); Nikão (Geuvânio), Vitinho (Pedrinho) e Vinícius Mingotti (Carlos Eduardo). Técnico: Lucas Silvestre

Local: Vila Belmiro (Santos-SP)
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (Fifa-RS) e Michael Stanislau (RS)
Gols: Soteldo, 28, Felipe Jonatan, 40 do 1º; Marinho, 36, Abner, 41 do 2º
Cartões amarelos: Alison (SAN); Richard (CAP)


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?