O Atletiba desta quarta-feira (10), que vai definir o campeão da Taça Dirceu Krüger, marca o encontro entre a melhor defesa do Campeonato Paranaense contra o melhor ataque. Enquanto o Athletico marcou 23 gols, o Coritiba sofreu apenas seis. Os números referem-se às fases de grupos da competição, não contabilizando as etapas finais dos turnos. A partida entre o Rubro-Negro e o Alviverde acontece a partir das 21h30, na Arena da Baixada. Quem vencer encara o Toledo nos dois jogos da grande final do Estadual.

O bom aproveitamento do Furacão balançando as redes veio com a soma de algumas goleadas aplicadas na segunda metade da competição. Um expressivo 8×2 em cima do Toledo e o 4×0 em cima do Maringá engordaram a somatória do time. E diante de tantos resultados expressivos, alguns jogadores do Athletico se destacaram por terem balançado as redes muitas vezes. O centroavante Bergson, atual vice-artilheiro, marcou seis gols, enquanto o meia Marquinho, que chegou a ser criticado no início da competição pelo seu desempenho, fez cinco gols.

+ Leia mais: Saiba tudo sobre o Atletiba desta quarta-feira!

Já do lado do Coritiba, a defesa teve destaque. No primeiro turno, as boas atuações do goleiro Wilson levaram o time até a final do turno. O arqueiro jogou no sacrifício na reta final e após a final diante do Toledo, em que o Coxa saiu derrotado nos pênaltis, se afastou para realizar uma cirurgia na mão. Foi então que Alex Muralha chegou ao Alto da Glória e teve a oportunidade de mostrar seu trabalho. O novo arqueiro fez bonito e, inclusive, fez uma defesa fundamental na última rodada da segunda fase, no jogo diante do Paraná Clube, em que o Coxa venceu por 1×0. Caso cedesse o empate, o Verdão não teria seguido à semifinal e Muralha foi decisivo.

O confronto entre melhor defesa e melhor ataque do Paranaense no jogo de logo mais será apenas mais um ingrediente que deixará o clássico ainda mais emocionante. O técnico do Furacão, Rafael Guanaes, destacou que as duas equipes chegam credenciadas à decisão da Taça Dirceu Krüger. “Assim como nós, o Coritiba também chegou à final com méritos. Será um jogo de detalhes e com o lado emocional maior”, garantiu o técnico Rafael Guanaes.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!