Pela quarta vez na sua história, o Athletico disputará um título internacional. Nesta quarta-feira (7), a partir das 7h, o Furacão entra em campo no Japão para tentar sua primeira taça intercontinental. Até aqui, o clube só havia disputado finais na América do Sul. Até por isso, a relevância dada internamente para esta decisão, que será contra o Shonan Bellmare, dono da casa e campeão da Copa da Liga Japonesa. E você acompanha tudo sobre este jogo no nosso Tempo Real no site da Tribuna do Paraná e a transmissão ao vivo na ESPN Brasil.

+ Clima: Forte calor no Japão é mais um adversário do Rubro-Negro

O maior objetivo do Rubro-Negro é fazer do seu nome uma marca internacional. Se no continente todos já conhecem o ‘El Paranaense’, fora daqui o clube é lembrado por revelar bons jogadores e fazer negócios com o futebol europeu. Na década passada, até fez uma parceria com o FC Dallas, que durou alguns anos. Mas chegar ao outro lado do mundo é algo inédito, inclusive para o futebol paranaense.

+ Leia também: Jaspion ‘divulga’ partida do Furacão no Japão

Até por isso, o técnico Tiago Nunes levou força máxima, para derrotar o Shonan e voltar para casa como campeão. Nas outras três decisões continentais, o Athletico só faturou a Sul-Americana, no ano passado, que, inclusive, deu o direito de chegar à J.League YBC Levain Cup/Conmebol Sudamericana Championship Final, como é chamado o torneio, que até então era a Copa Suruga. Nas outras decisões, perdeu a Libertadores para o São Paulo, em 2005, e a Recopa Sul-Americana para o River Plate, nesta temporada.

Além disso, o Internacional é o único brasileiro que foi campeão da competição, em 2009. São Paulo, em 2013, e Chapecoense, em 2017, amargaram o vice. Chance para o Rubro-Negro fazer história com um troféu pouco visado por aqui, mas que tem sua relevância.

+ Mais na Tribuna: Conheça o Shanon Bellmare, adversário do Athletico

“É mais um torneio importante. Tanto que para disputar essa competição você precisa ser campeão primeiro. No nosso caso, da Sul-Americana. É importantíssimo conquistarmos mais um título como esse”, disse, em entrevista ao site atleticano, o volante Wellington, que já teve a oportunidade de participar desta final.

“É uma competição muito bem organizada, com uma estrutura muito boa. Estive em 2013 com o São Paulo e foi uma experiência que carrego até hoje. Espero agora poder conquistar o título, que não consegui da primeira vez”, completou.

+ Viu essa? Athletico faz treino de adaptação pra final no Japão

Em campo, o Athletico terá também a experiência de enfrentar um time que atua de uma maneira bem diferente. Acostumado com jogos faltosos, o Furacão encontrará os japoneses, que costumam abusar dos toques rápidos, além de terem uma obediência tática muito maior.

“Acredito que será um jogo bem competitivo, porque o futebol japonês evoluiu demais. Vamos enfrentar um estilo diferente do nosso. Eles têm jogadores de velocidade, com um jogo muito rápido. Então, temos que entrar ligados para não sermos surpreendidos e alcançarmos nosso objetivo. Temos grandes chances de retornar ao Brasil com o título”, apostou Wellington.

Para este compromisso, Nunes deve mandar a campo a mesma formação que vinha jogando no Campeonato Brasileiro, na Copa do Brasil e na Libertadores. A dúvida está no ataque, com Bruno Nazário e Marcelo Cirino disputando uma vaga. O primeiro foi titular na vitória por 2×0 sobre o Cruzeiro, enquanto o segundo começou jogando, mas teve uma atuação apagada na derrota por 2×0 para o Boca Juniors.

Vale lembrar que, por não ser considerado uma competição oficial, o duelo de amanhã não contará com o VAR e cada treinador poderá fazer até seis substituições ao longo do confronto. Se o placar ficar empatado no tempo normal, o troféu será decidido nos pênaltis.

FICHA TÉCNICA

Levain Cup/Conmebol Sudamericana
Final

Shonan Bellmare x Athletico

Shonan Bellmare
Akimoto; Yamane, Leandro Freire e Ohno; Suzuki, Saito, Kaneko e Sugioka; Matsuda, Taketomi e Yamasaki.
Técnico: Cho Kwi-jae

Athletico
Santos; Jonathan, Pedro Henrique, Léo Pereira e Márcio Azevedo; Wellington, Bruno Guimarães e Nikão; Marcelo Cirino (Bruno Nazário), Rony e Marco Ruben.
Técnico: Tiago Nunes

Local: Estádio Shonan BMW Hiratsuka (Hiratsuka-JAP)
Horário: 7h (7/8)
Árbitro: Muhammad Taqi Aljaafari Bin Jahari (Singapura)
Auxiliares: Abdul Hannan Bin Abdul Hasim (Singapura) e Ong Chai Lee (Singapura)

+ Atenção! Você está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana. Tudo sobre futebolentretenimentohoróscopo, nossos blogs exclusivos e os Caçadores de NotíciasVem com a gente!