Pense em receber, no final do ano, como prêmio ao seu trabalho nos últimos nove meses, algo em torno de R$ 25 milhões. Tudo bem que isso é impossível no atual mercado de trabalho – a não ser que você seja artista, presidente de empresa ou gestor de um fundo de investimentos. Mesmo assim, pense. Por mais dinheiro que você tivesse, essa grana toda ia ser uma beleza, não? É isso que o Athletico está pensando.

Neste domingo (3), às 18h, na Arena da Baixada, o Furacão pode entrar no G6 do Campeonato Brasileiro – e, ficando nele até o final, reivindicar esse prêmio, que oficialmente é de R$ 24.750.000,00. Para isso, precisa vencer o CSA e contar com tropeços de Corinthians (que enfrenta o Flamengo no Rio) e Internacional (que joga o clássico diante do Grêmio na casa do rival). Convenhamos que é uma combinação possível de acontecer.

O jogo Athletico x CSA não terá nenhuma transmissão de TV, aberta ou fechada. Por conta do contrato do Furacão com a Turner e do CSA com a Globo, não há acordo para exibição da partida. Por isso, acompanhe a partida no Tempo Real da Tribuna do Paraná!

A premiação financeira é a grande meta rubro-negra até o final do Brasileirão. É claro que há também o interesse em continuar jogando bem – o técnico Tiago Nunes defende que o time mantenha o ritmo para mostrar que é ‘top’, usando o termo do treinador após o empate com o Internacional. E para muitos jogadores ainda há possibilidade de permanecer na Baixada, mostrando serviço nos últimos nove jogos da temporada.

+ OUÇA! A ‘realidade alternativa’ dos nossos times no podcast De Letra!

Jogadores como Madson, Bruno Nazário, Camacho e Marco Ruben, todos com contrato encerrando e que já manifestaram interesse de continuar no Athletico na valorizadíssima temporada 2020. Os quatro estarão em campo, apesar de Tiago Nunes não ter dado pistas sobre a escalação do time, principalmente por conta do desgaste do jogo da última quinta-feira (31).

+ Veja como ficou a classificação do Campeonato Brasileiro!

Desfalques certos são Wellington, que levou o terceiro cartão amarelo, e Léo Cittadini, ainda preservado por conta das dores no joelho. Adriano é dúvida, por conta das dores na coluna que o tiraram do confronto com o Inter no intervalo. E Marcelo e Nikão disputam uma vaga no ataque. Tudo para colocar o Furacão no G6 – e no caminho do prêmio milionário. “O objetivo deles é bem claro, que é sair da zona de rebaixamento. Cada jogo será o da vida deles. Mas aqui a gente tem que impor o nosso ritmo e buscar a vitória”, resumiu Madson.

Ficha técnica

BRASILEIRÃO
2º Turno – 30ª Rodada

ATHLETICO x CSA

Athletico
Santos; Madson, Thiago Heleno, Léo Pereira e Márcio Azevedo (Adriano); Camacho, Bruno Guimarães e Bruno Nazário; Nikão, Rony e Marco Ruben.
Técnico: Tiago Nunes

CSA
João Carlos; Celsinho, Luciano Castán, Alan Costa e Euller; Dawhan, João Vitor e Jonatan Goméz; Apodi, Warley e Ricardo Bueno.
Técnico: Argel Fucks

Local: Arena da Baixada
Horário: 18h
Árbitro: Sávio Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Daniel Henrique da Silva Andrade (DF) e José Reinaldo Nascimento Júnior (DF)
VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ)