O Athletico estreia na Libertadores 2020 diante do Peñarol, do Uruguai, nesta terça-feira (3), às 21h30, na Arena da Baixada. O duelo vale pelo Grupo C, que conta ainda com Colo-Colo, do Chile e Jorge Wilstermann, da Bolívia.

Esta será a sétima participação do Furacão na principal competição da América do Sul. Nas outras seis vezes em que debutou na Libertadores, o Rubro-Negro obteve duas vitórias, um empate e três derrotas, aproveitamento de 38,8%. Relembre as estreias do Athletico na disputa.

2000 — Alianza Lima 0 x 3 Athletico

Kelly foi um dos destaques do Athletico em Lima. Foto: Reuters

Em sua primeira partida na Libertadores na história, o Athletico, que havia conquistado a vaga após vencer a Seletiva no ano anterior, fez bonito. Com gols de Luizinho Netto, Lucas e Kelly, a equipe comandada por Vadão aplicou 3 a 0 nos peruanos do Alianza. O time fazia sucesso com o quadrado mágico composto por Gabiru, Kelly, Lucas e Kléber.

2002 — Athletico 1 x 2 Bolívar

Após conquistar o título brasileiro de 2001, o Athletico estreou na Libertadores 2002 como favorito diante do modesto Bolívar, na Arena da Baixada. Mas deu zebra. O Furacão perdeu por 2 a 1 para os bolivianos, que abriram com Olivares, aos 9 do primeiro tempo, Alex Mineiro empatou aos 36 mas, ainda antes do intervalo, aos 44, Botero fez o segundo dos visitantes.

2005 — Independiente Medellin 2 x 2 Athletico

Marcão comemora gol do Athletico contra o Independiente na Colômbia. Foto: Reuters

Na terceira participação, a estreia reservou um empate de gosto amargo. O Furacão abriu 2 a 0 sobre os colombianos do Independiente, com o lateral Marcão e o atacante Dênis Marques. Mas os donos da casa buscaram o empate com González, aos 38/2º, e Morantes, no minuto final de. O Furacão foi vice-campeão da edição, derrotado na final pelo São Paulo.

2014 — Sporting Cristal 2 x 1 Athletico

Athletico perdeu na ida para Sporting Cristal, mas se classificou no jogo de volta. Foto: Albari Rosa/Arquivo/Gazeta do Povo

Neste ano, o Furacão estreou logo em um mata-mata, valendo vaga na fase de grupos. O oponente: os peruanos do Sporting Cristal. Como visitante no Peru, o Athletico perdeu por 2 a 1 na partida de ida. Na volta, na Vila Capanema, o Furacão retribuiu o placar e venceu nos pênaltis, por 5 a 4, avançando na disputa.

2017 — Athletico 1 x 0 Millonarios

Grafite fez de pênalti o gol do Athletico na estreia em 2014. Foto: Hugo Harada/Arquivo/Gazeta do Povo

Assim como em 2014, o Athletico já largou na Libertadores em um duelo eliminatório. A estreia foi na Baixada, com vitória por 1 a 0 sobre os colombianos do Millonarios, com gol do atacante Grafite, então principal contratação da temporada. Na volta, em Bogotá, o Furacão de Paulo Autuori perdeu pelo mesmo placar, mas avançou após vitória por 4 a 2 nos pênaltis.

2019 — Tolima 1 x 0 Athletico

Athletico sofreu com falta de ritmo e perdeu para o Tolima fora de casa na estreia em 2019. Foto: Jonathan Campos/Arquivo/Gazeta do Povo

No ano passado, o Furacão comandado por Tiago Nunes e campeão da Sul-Americana, visitou o colombiano Tolima, na pequena Ibagué. Sem ritmo de jogo, o Athletico penou contra o vigor físico dos donos da casa (Zé Ivaldo que o diga), que estavam a todo vapor no Campeonato Colombiano, enquanto o Furacão estreava na temporada. Resultado, vitória por 1 a 0 dos donos da casa.

+ Mais do Furacão:

+ Athletico tem apenas uma dúvida pra encarar o Peñarol
+ Athletico ofereceu R$ 5 milhões por revelação do Grêmio, que não aceita
+ Aspirantes do Athletico tem destaques e vai dando opções para o time principal