Não foi uma grande atuação. Não foi nem de perto aquela vista na decisão da Copa do Brasil, mas o Athletico saiu de campo comemorando o empate em 1×1 diante do Internacional colhido na noite desta quinta-feira (31), no Beira-Rio, em Porto Alegre. Esse resultado veio graças ao goleiro Santos, que voltou a brilhar e, já na reta final da partida, defendeu a penalidade cobrada pelo experiente atacante Guerrero e ajudou o Furacão a garantir mais um ponto na classificação do Campeonato Brasileiro.

“Não tem segredo. O importante é a gente fazer aquilo que é proposto na semana de treinos. O professor (Tiago Nunes) colocou muito bem o que tinha que fazer nessa noite. Viemos para cá com o objetivo de buscar a vitória e agora é focar na sequência do campeonato”, apontou o goleiro atleticano.

+ Leia também: CBF divulga mais quatro rodadas do Brasileirão

Santos provou mais uma vez que não a toa foi convocado recentemente para a seleção brasileira. Na cobrança da penalidade, o arqueiro rubro-negro ficou tranquilo, esperou a definição de Guerrero e fez parecer fácil defender mais um pênalti com a camisa do Athletico. “A gente procura ficar o mais tranquilo possível na hora da cobrança. É um momento delicado, onde o batedor e o goleiro tomam suas decisões. Mas procuro ficar tranquilo, estudar o jogador para tomar a decisão certa”, destacou Santos.

+ OUÇA! A ‘realidade alternativa’ dos nossos times no podcast De Letra!

Quem também foi decisivo, só que no ataque, foi Rony. O camisa 7 atleticano, 45 dias depois de fazer o segundo gol da vitória do Athletico na ocasião diante do colorado, marcou ainda no primeiro tempo o gol que decretou o empate do Rubro-Negro diante do Inter, pelo Brasileirão. “Com certeza mais um gol importante. Somar ponto fora é importante e a gente segue firme na competição. Agora é fazer o dever de casa contra o CSA. No próximo jogo temos que entrar com o mesmo empenho e o mesmo foco para buscar os três pontos em casa”, emendou Rony.

+ Veja como ficou a classificação do Campeonato Brasileiro!

Se na finalíssima da Copa do Brasil o atacante Marcelo Cirino foi o autor da assistência para o gol de Rony, agora foi a vez do lateral-direito Madson dar o passe para o camisa 7 definir o empate contra o colorado. Algo que vinha sendo buscado pelo jogador nas últimas partidas. “O Tiago tem me cobrado muito isso. Essa jogada individual, o um para um, que eu não vinha conseguindo. Hoje (ontem) pude fazer uma boa jogada e o Rony teve uma bela finalização. O time todo está de parabéns. Conseguimos um ponto fora de casa e que nos dá mais confiança para a sequência”, arrematou Madson.