Após a estreia dos aspirantes, no último final de semana, o elenco principal do Athletico está a 45 dias de fazer sua primeira partida no ano. Pelo menos por enquanto. O clube ainda aguarda uma decisão da Conmebol nesta semana sobre a Recopa. A princípio, o Furacão trabalha desde a semana passada, em sua reapresentação, com o primeiro compromisso confirmado no dia 5 de março, na estreia da Taça Libertadores, diante do Tolima, às 21h30, na Colômbia, pelo grupo G. Esse planejamento pode mudar na quinta-feira.

+ Leia mais: Derrota do Furacão teve gosto especial pro capitão do time

A entidade sul-americana tinha planejado que a disputa diante do River Plate, campeão da Libertadores, ficasse para os dias 27 de fevereiro e 6 de março. Entretanto, a rodada inicial da principal competição do continente inicia exatamente na mesma semana. Com o conflito de datas, os dirigentes se reunirão em Assunção, no Paraguai, para decidir alternativas.

A princípio, o período entre final de fevereiro e começo de março segue como o preferido da Conmebol, mas a imprensa argentina, na semana passada, noticiou que a Recopa deve ser realizada depois da fase de grupos da Libertadores, que seria a partir do dia 15 de maio.

+ Veja ainda: Athletico foca na posse de bola com o técnico Tiago Nunes

Essa decisão passa, por exemplo, pela punição imposta ao rival atleticano. O River foi punido em um jogo sem a presença da torcida após o vandalismo de seus torcedores na chegada da delegação do Boca Juniors, na final da Libertadores do ano passado, ao Estádio Monumental de Núñez. O segundo jogo da final, no fim, acabou transferido para Madri, na Espanha.

Assim, se a Recopa for depois das datas estipuladas inicialmente, o River já teria cumprido a pena, tendo um jogo sul-americano sem sua torcida, e poderia enfrentar o Athletico com a presença de seu torcedor.

+ Confira também: Final da Recopa ainda não tem datas definidas

Apesar da indefinição, o técnico Tiago Nunes trabalha com o elenco desde o dia 14 no CT do Caju e já vem priorizando atividades com a posse de bola para aprimorar ainda mais o seu modelo de jogo. O principal reforço, Marco Ruben, já está integrado ao elenco, assim como o meio-campista Léo Cittadini. O meia-atacante Tomás Andrade ainda não foi oficializado, enquanto o zagueiro Robson Bambu está incorporado aos aspirantes. Até agora, esses são os quatro reforços para o time principal.

Sem partidas oficiais até a estreia na Libertadores, o Furacão pretende fazer jogos-treinos e amistosos durante esse período para ganhar ritmo de jogo, além de utilizar a pré-temporada para encaixar as novas peças e se acostumar com a saídas. Do time titular, o meia Raphael Veiga voltou para o Palmeiras e o atacante Pablo foi vendido ao São Paulo.

“Teremos um tempo muito bom para treinar e chegar bem preparados nas competições. Além disso, a pré-temporada será importante para conhecermos o estilo de cada jogador que está chegando, como o Marco Ruben e o Léo Cittadini”, avaliou o lateral Renan Lodi, que teve sondagens de times europeus, mas seguiu no clube paranaense.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!