A próxima semana será de definições no Athletico. Com a volta de Mário Celso Petraglia, eleito nesta sexta-feira (6) presidente para o período 2020/23, às atividades normais do clube, o processo de reformulação será acelerado. E a prioridade é a contratação de um novo treinador. Com o mercado já delimitado, chegou a hora de negociar pra valer.

Alguns nomes já foram sondados pelo Furacão. Os argentinos Sebastián Beccacece, Ariel Holán, Matías Almeyda e Gabriel Heinze formam o grupo de gringos que o diretor de futebol Paulo André monitorou nas últimas semanas – inclusive indo para o país vizinho para reuniões. Dos quatro, Beccacece foi o que mais conversou. O auxiliar do ex-técnico do Defensa y Justicia admitiu que havia uma proposta rubro-negra e que o interesse era mútuo. Mas as negociações esfriaram.

+ IMPERDÍVEL: Confira o podcast De Letra sobre os artilheiros do Trio de Ferro!

O principal empecilho para a vinda de um estrangeiro está no que se chama de ‘pacote’. Um treinador não vem sozinho, e a diretoria do Athletico está ciente disso. Mas não há interesse em contratar um técnico com quatro ou cinco assistentes – em funções que o Furacão já tem profissionais contratados.

Daí o clube voltou-se novamente para o cenário nacional. E o nome mais forte do mercado é Rogério Ceni. O treinador do Fortaleza não definiu seu futuro, e disse que só fará isso após o final do Campeonato Brasileiro. Mas a vinda do advogado do ex-goleiro, João Henrique Chiminazzo, para uma reunião no CT do Caju causou furor, a ponto do representante ter que vir a público para garantir que não se falou sobre Ceni. De qualquer forma, é ele o técnico que o Athletico vê como ideal para a realidade do clube e para o calendário de 2020. A proposta oficial deve ser feita ainda neste domingo (8).

Para o elenco, após as saídas de Marcelo e Marco Ruben, e da quase certa despedida de Bruno Guimarães, a diretoria vai trabalhar na remontagem do elenco – que também perderá alguns jogadores emprestados, como Pedro Henrique, Camacho, Madson e Thonny Anderson. A prioridade é a vinda de um centroavante. Léo Gomes, volante do Vitória, e Reinaldo, atacante do Criciúma, já foram contratados, mas vão ficar no elenco sub-23, que será comandado por Eduardo Barros no Paranaense do ano que vem.

Mais do Furacão

+ Confira a provável escalação para o jogo contra o Avaí
+ Felipe Gedoz volta ao Athletico, mas vai embora em janeiro. E de graça