O Athletico conta com sete reforços para o início do Campeonato Brasileiro. Entre os jogadores confirmados para a sequência da temporada, alguns chegam para brigar imediatamente pela titularidade, como é o caso do atacante Walter, enquanto outros vão ter que mostrar serviço para ganhar oportunidade com o técnico Dorival Júnior, exemplo do volante Jaime Alvarado e o zagueiro Felipe Aguilar.

O Rubro-Negro estreia na Série A neste sábado (8), às 19h, diante do Fortaleza, na Arena Castelão, quando algumas das novidades poderão ser vistas em campo

Três zagueiros, dois volantes e dois atacantes. Com essas peças que o Furacão, por enquanto, se fortaleceu para uma das disputas que considera entre as mais importantes do calendário.

Quem chega para ser titular:

Pedro Henrique, zagueiro, 24 anos – Passou pelo Rubro-Negro em 2019. Disputou 16 partidas pelo Athletico, todas começando entre os titulares. Volta, em definitivo, com contrato até o fim de 2024 e deve refazer dupla com Lucas Halter ou Thiago Heleno, como já fez quando Tiago Nunes comandava o Furacão.

Pedro Henrique retorna ao Furacão. Foto: Albari Rosa/Arquivo/Tribuna do Paraná.

Richard, volante, 26 anos – Um dos momentos mais marcantes da carreira foi quando na última rodada do Brasileirão 2018 garantiu a permanência do Fluminense na Série A, ao marcar o gol da vitória de 1×0 sobre o América-MG. Pode garantir espaço no time na vaga de Marquinhos Gabriel, que não vem fazendo bons jogos.

Volante Richard já aceitou jogar no Athletico, assim como zagueiro Pedro Henrique. Foto: Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

Quem chega para brigar por uma vaga:

Walter, atacante, 31 anos – Nas temporadas 2015/16, na primeira passagem do atacante pelo Furacão, marcou 16 gols em 73 partidas e foi importante na conquistar do Campeonato Paranaense de 2016. Com contrato até fevereiro de 2021 e faro de “matador”, deve ser testado de imediato e, se for bem, pode ficar com a vaga de Guilherme Bissoli.

Walter está pronto pra estrear pelo Athletico. Foto: Reprodução/Instagram

Geuvânio, atacante, 28 anos – O jogador pode ser testado para a posição de Carlos Eduardo, que ainda não se firmou no time. Atua pelas duas pontas, mas deve começar no banco, já que não entra em campo desde dezembro de 2019, quando vestia a camisa do Atlético-MG.

Geuvânio assinou até o final da temporada e vestirá a camisa 8 do Furacão. Foto: Maurício Mano/Athletico

Quem vai compor elenco:

Felipe Aguilar, zagueiro, 27 anos – O colombiano é um zagueiro centralizado, mas que pode jogar como lateral, em qualquer uma das alas. Não entra em campo desde o ano passado e precisará mostrar muito trabalho para ter uma chance na concorrida zaga, que tem os titulares Lucas Halter e Thiago Heleno, além de Luan Patrick e Zé Ivaldo.

Aguilar assinou contrato de quatro anos com o Athletico. Foto: Fabio Wosniak/Athletico

Edu, zagueiro, 20 anos – revelado pelo Cruzeiro, estreou no profissional neste ano. Atuou em três partidas, em todas como volante, o que significa que pode ser improvisado um pouco mais avançado. A disputa na zaga é muito acirrada, possivelmente passará por uma preparação maior antes de estrear com a camisa atleticana.

Foto: Divulgação/Athletico

Jaime Alvarado, volante, de 20 anos – o jogador veste a camisa da seleção colombiana de base e foi titular no Pré-Olímpico deste ano. É versátil, com atuações tanto como primeiro quanto segundo volante, mas a opção de Dorival Júnior deve ser por atletas com mais rodagem para a vaga.

Jaime Alvarado foi confirmado pelo Athletico. Foto: Fabio Wosniak/Athletico

+ Mais do Furacão:

+ Dorival Júnior divide título com Eduardo Barros e destaca garotada do Athletico
+ Nikão mais uma vez é vítima de racismo e desabafa: “julgados pela cor”
+ Petraglia critica atitude do Coritiba, mas já proibiu taça na Arena
+ Após título, Thiago Heleno foi expulso pelo árbitro
+ Novo acordo entre Turner e clubes alivia caixa do Athletico


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?