Falta pouco para que o Athletico entre em campo para disputar um título intercontinental. Nesta quarta-feira (7), o Rubro-Negro decidirá a Levain Cup/Conmebol Sudamericana Championship no Japão, diante do Shonan Bellmare. Ainda que seja a primeira vez de um clube paranaense profissional em solo asiático, o nome do Furacão já esteve indiretamente por lá. Isso porque diversos jogadores, com passagens marcantes pelo Athletico, também já defenderam clubes japoneses após terem vestido a camisa rubro-negra.

De craque campeão brasileiro até o artilheiro da campanha vencedora da Sul-Americana, o Athletico tem um elenco de peso que atuou do outro lado do mundo: Lucas, Kelly, Pablo, Marcão, Washington, Oséas, Alex Mineiro, Alan Bahia e Reginaldo Vital são alguns desses jogadores. Do atual elenco, Rony também já atuou no Japão, mas ao contrário dos demais da lista, fez o caminho inverso em relação aos países.

+ Leia mais: Athletico tem bom desempenho em jogos fora da América do Sul

O atacante Pablo, que venceu a Sul-Americana com o time de Tiago Nunes no ano passado, passou pelo Cerezo Osaka em 2015. No time oriental, ele fez 40 jogos e balançou as redes em oito oportunidades. Pablo, que estreou no Rubro-Negro com 19 anos, em 2011, ficou em sua primeira passagem por aqui até 2012. Após ser vendido ao Figueirense e por empréstimo defender o Real Madrid B, retornou o Brasil e foi novamente emprestado, mas desta vez ao clube japonês. Quando retornou do Oriente, em 2016, desembarcou no CT do Caju, por onde permaneceu até dezembro do ano passado. O centroavante foi um dos artilheiros da Sul-Americana com 5 gols.

Da turma que carrega a faixa de campeão brasileiro, o atacante Alex Mineiro faz parte da lista dos que se aventuraram do outro lado do mundo. O jogador defendeu o Furacão em 2001, 2002 e 2003 e na sequência foi para o Kashima Antlers, onde permaneceu por dois anos. Na volta, em 2007, o destino foi o Furacão, equipe que ainda defendeu em uma terceira passagem, de 2009 a 2010. No time japonês, foram 31 partidas e 10 gols assinalados.

Alex Mineiro também já brilhou no futebol japonês. Foto: Arquivo.
Alex Mineiro também já brilhou no futebol japonês. Foto: Arquivo.

Um ex-atleticano que fez um enorme sucesso no Japão foi o atacante Lucas. Aquele mesmo que eternizou a frase: “Eu sou o Lucas”, em 1999, após vitória do Athletico por 3×2 em cima do Flamengo. Lucas esteve no Furacão de 1998 até 2000 e, depois de ir para a França e voltar para defender Cruzeiro e Corinthians, fixou moradia por um longo período no Japão. Foram dez anos em solo oriental. Nesse meio tempo, em 2011, ele chegou a voltar ao Athletico, mas ficou apenas alguns meses e retornou ao Japão. Por lá, vestiu a camisa do FC Tokyo de 2004 a 2007 e depois de 2011 até 2013, sua aposentadoria. De 2008 a 2010 atuou pelo Gamba Osaka.

O jogador fez história e colecionou títulos no Japão, como a J-league (2011) e Copa Imperador (2011), pelo FC Tokyo. Pelo Gamba Osaka, somou o Pan-Pacific (2008), a Champions League Asia(ACL)(2008), a Copa Imperador (2008,2009) e um digno terceiro lugar no Mundial de Clubes (2008).

Lucas com a camisa do Tokyo.
Lucas com a camisa do Tokyo.

+ Confira também: Tiago Nunes aponta qualidades do Shonan e vê Furacão pronto pra fazer história

Em entrevista à Tribuna do Paraná, o ex-atacante falou sobre sua experiência no país do Oriente. “A experiência de jogar no Japão foi a melhor possível. A principal dificuldade que eu tive no início foi me adaptar ao estilo de jogo deles, com velocidade intensa nos 90 minutos. Eles são muito técnicos. Foi um país que me identifiquei, até por isso fiquei dez anos por lá, e pude crescer muito como esportista e ser humano a partir da cultura deles”, disse.

Sobre o confronto nas terras que ele conhece muito bem, o jogador acredita que será um duelo difícil para o Furacão, mesmo que o adversário não esteja em uma situação boa na competição local. Isso porque ele destacou as características técnicas dos japoneses.

O folclórico Oséas teve sua passagem pelo futebol do Japão. Foto: Arquivo.
O folclórico Oséas teve sua passagem pelo futebol do Japão. Foto: Arquivo.

“O Athletico vai ter dificuldade pelo fato do Bellmare ser uma equipe muito jovem. Eles estão no meio da tabela, mas têm características de jogar com muita velocidade”, frisou. Mesmo que tenha muitas boas lembranças de seu tempo no Japão, Lucas não esquece suas origens na hora de apostar em um vencedor. “Eu acredito que o Athletico tem grandes chances de sair vitorioso e é isso que eu desejo”, finalizou.

Confira as passagens de outros jogadores do Athletico pelo Japão:

– Oséas: Athletico (1995, 1996 e 1997) – Japão: Vissel Kobe (2002 e 2003), Albirex Niigata (2004).
– Alan Bahia, meia: Athletico (2004, 2005, 2006, 2007, 2008; 2010; 2012) – Japão: Vissel Kobe (2009).
– Marcão, zagueiro: Athletico (2004 e 2005;2007) – Japão: Kawasaki Frontale ( 2006).
– Kelly, meia: Athletico (1998,1999 e 2000; 2008) – Japão: FC Tokyo (2001,2002,2003 e 2004).
– Washington, atacante: Athletico (2004) – Japão: Tokyo Verdy (2005), Urawa Reds (2006 e 2007).
– Reginaldo Vital, meia: Athletico (2002) – Japão: Ganma Osaka (2000, 2001 e 2002) e Consadole Sapporo (2003).
– Dênis Marques, atacante: Athletico (2004, 2005, 2006 e 2007) – Japão: Omya Ardija (2007,2008,2009).
– Rogério Corrêa, lateral: Athletico (2001, 2002, 2003, 2004 e 2005) – Japão: Shimizu S-Pulse (2005). *Não chegou a fazer jogos oficiais pelo time.
– Cléo, atacante: Athletico (2005; 2006; 2014 e 2015) – Japão: Kashiwa Reysol (2013).
– Claiton Predador, meia: Athletico (2007; 2009, 2010, 2011) – Japão: Consadole Sapporo (2008).
– Anderson Ferreira, atacante: Athletico (2016) – Japão: Sanfrecce Hiroshima (2016 e 2017), Consadole Sapporo (2019).
– Éderson, atacante: Athletico (2013 e 2014; 2017 e 2018) – Japão: Kashiwa Reysol (2015 e 2016).
– Kaio, atacante: Athletico (2007 e 2008; 2010; 2012) – Japão: Kyoto Sanga (2019).
– Crislan, atacante: Athletico (2013; 2014) – Japão: Shonan Bellmare (2019).
– Wanderson, zagueiro: Athletico (2016, 2017 e 2018) – Japão: Shimizu S-Pulse (2019).
– Rony, atacante: Athletico (2019) – Japão: Albirex Niigata (2017).

*Lucas, Pablo e Alex Mineiro citados acima na matéria.

E aí, lembra de mais algum craque do Furacão que se aventurou no país do Sol Nascente?

+ Atenção! Você está a um clique de ficar por dentro do que acontece em Curitiba e Região Metropolitana. Tudo sobre futebolentretenimentohoróscopo, nossos blogs exclusivos e os Caçadores de NotíciasVem com a gente!