Apesar de ser um jogo amistoso e de ter jogado 30 minutos do segundo tempo com o time considerado reserva, o Athletico provou, na derrota sofrida para o Cerro Porteño por 2×0, na tarde deste sábado (29), na Arena da Baixada, que precisa de alguns ajustes para a sequência da temporada. Precisa, sobretudo, de novas contratações, já que perdeu recentemente o lateral-esquerdo Renan Lodi e não pode contar com o zagueiro Thiago Heleno e com o volante Camacho, suspensos por doping, além de Paulo André, que encerrou a carreira e virou o diretor geral de futebol.

+ Detalhes: Confira como foi o jogo do Furacão

O Athletico está de olho no mercado. O técnico Tiago Nunes já deu o aval para a diretoria trazer pelo menos mais um zagueiro e mais um lateral-esquerdo. O zagueiro Rhodolfo, atualmente no Flamengo, e o lateral-esquerdo Abner, de apenas 19 anos, destaque da Ponte Preta, estão na pauta do Furacão.

Abner, da Ponte, é o lateral-esquerdo que o Furacão quer. Foto: Álvaro Jr./PontePress
Abner, da Ponte, é o lateral-esquerdo que o Furacão quer. Foto: Álvaro Jr./PontePress

+ Até estreou: Pedro Henrique é oficializado pelo Athletico

“São nomes que já rondaram na minha mesa. Já falei do Rhodolfo que foi avaliado de maneira positiva e o Abner é um jogador jovem e está se destacando. Da minha parte, eu já dei o OK para a contratação. De maneira geral, a gente tem uma limitação orçamentária gigantesca e uma filosofia de trabalho dificilmente faz investimentos altos e traz jogadores badalados. A gente tem que ter entender isso e entendo a filosofia do Athletico para adaptar rapidamente os jogadores com as ideias de jogo e do clube”, explicou o treinador.

+ Fechado: Athletico e Atlético de Madri têm acordo por Renan Lodi

O jogo

Tiago Nunes minimizou a derrota sofrida no amistoso para o Cerro Porteño. O treinador preferiu deixar de lado o placar em si e fez uma análise positiva da atuação do Athletico diante do time paraguaio. Para ele, faltou eficiência nas inúmeras chances criadas. O Rubro-Negro, inclusive, desperdiçou uma penalidade com Marco Ruben no início do segundo tempo quando a partida estava ainda 1×0 para o adversário.

+ Esqueceu? Confira a tabela e a classificação do Brasileirão!

“A avaliação de maneira geral é positiva. Queria deixar a análise do resultado um pouquinho à parte. Se trata de um amistoso, faz muitas trocas, cria alguns cenários diferentes do que o do jogo tradicional. A gente teve uma produção ofensiva muito grande em termos de chances de gol e controle do jogo. Não teve a eficiência, a tranquilidade, aquela capacidade de fazer o gol que normalmente tem”, concluiu Nunes.