O Athletico vai fechar os primeiros seis meses da temporada de 2019 sem ter conquistado uma vitória sequer longe da Arena da Baixada. Na noite desta quinta-feira (13), no Serra Dourada, em Goiânia, o Furacão teve mais uma apresentação abaixo da média como visitante, perdeu por 2×1 e vê a zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro mais próxima na parada para a Copa América.

+ A partida: Veja como foi a derrota do Furacão

Mais um resultado negativo que preocupa os jogadores rubro-negros. Talvez o jogador mais regular do Furacão diante do Goiás, o atacante Rony lamentou mais uma derrota sofrida fora de casa. Foi o quarto revés em cinco jogos do time rubro-negro fora da Arena da Baixada na competição nacional.

+ Mudança: Troca de cadeiras da Arena surpreende atleticanos

“É difícil. Infelizmente sofremos dois gols bobos no começo do primeiro tempo. É difícil jogar aqui. A gente sabe que se não a gente não sair na frente, aqui é difícil empatar e virar o jogo. No segundo tempo entramos mais ligados. Voltamos em cima deles para buscar pelo menos o empate. Conseguimos o gol no final, mas não o objetivo. Agora é voltar focado após a parada para a Copa América para que a gente possa fazer bons jogos fora de casa e dentro também”, comentou Rony.

+ Justiça: Athletico ataca Prefeitura e governo estadual em novo capítulo da conta da Baixada

Diante do Goiás, o Athletico de fato conseguiu ter volume de jogo no segundo tempo, até criou algumas chances, mas foi dominado pelo time goiano durante quase toda a partida. Deixou, inclusive, de ser goleado no Serra Dourada. Escolhido para ser titular da lateral-esquerda atleticana, Abner criticou os erros cometidos pelo Furacão, especialmente no primeiro tempo.

+ Complicado: Camacho também é flagrado em antidoping do Brasileirão

“A gente acabou pecando muito. A gente entrou desconcentrado no começo do jogo. A gente entrou muito moroso e pagamos caro com resultado negativo. A gente tentou a reação no final, conseguimos fazer o gol. Tivemos um segundo tempo melhor, mas não conseguimos a vitória”, reforçou o lateral atleticano.

+ Confira como fica a classificação do Brasileiro na parada da Copa América!

O Furacão terá agora praticamente um mês de descanso e treinamento para mudar um pouco sua realidade nas partidas fora de casa. Esse será o foco nesses próximos 27 dias visando a sequência da temporada. “A gente sabe que tem que melhorar bastante. Temos que nos cobrar. Se isso não acontecer, as coisas não vão andar. Temos que nos cobrar e focar nos treinos para, depois da Copa América, fazer grandes partidas”, concluiu Rony.