O episódio envolvendo o doping do zagueiro Thiago Heleno e do volante Camacho trará um peso maior ao Athletico. Justamente no ano em que tem um calendário recheado e está nos holofotes do futebol brasileiro e sul-americano, o Furacão, segundo o presidente do Conselho Deliberativo, Mário Celso Petraglia, terá que provar sua grandeza e superar esse momento complicado.

Situação que foi criada por culpa apenas do clube e que está, por ora, sendo resolvida internamente para achar os verdadeiros culpados que fizeram os dois jogadores tomarem o suplemento contendo hegenamina, substância proibida e que serve para perda de peso e ganho de massa muscular.

+ Leia também: Furacão tem episódio triste em meio a ‘momento mágico’

“Temos o melhor calendário da história do clube. O melhor calendário do futebol brasileiro e lamentavelmente aconteceu. Vamos tentar ser grandes o suficiente para superar esse episódio, passar por cima dele, mas acho muito difícil. Impossível eu diria e seguir nossa vida. Lamentavelmente, dentro desse momento mágico do calendário, mesmo assim, com todos os acontecimentos, fizemos uma bela partida em Buenos Aires e infelizmente por outras razões não trouxemos a classificação para o pote A (primeiro lugar)”, lamentou Petraglia.

+ Mais na Tribuna: Athletico vai reencontrar o Boca na Libertadores

O mandatário atleticano, no entanto, apesar de bastante abatido, como talvez jamais tenha sido visto em uma entrevista coletiva, manteve a confiança da sequência do bom momento do Rubro-Negro. O dirigente garantiu que o clube seguirá disputando a Libertadores, mas voltou a lembrar que os prejuízos causados aos jogadores será dificilmente reparado.

+ Viu essa? Petraglia manda jornalista “calar a boca” em entrevista coletiva

“Libertadores, calendário, teremos todos os anos. Isso o que criamos aos nossos meninos não há como compensar. Estamos muito pouco preocupados com nosso calendário em relação a esse problema (do doping). Vamos continuar trabalhando da mesma forma e, em relação ao ocorrido, não significa nada em relação ao nosso calendário”, emendou.

Contato com Corinthians

Petraglia afirmou ainda que o Athletico está esperando chegar a notificação do doping de Camacho para entrar em contato com o Corinthians, clube que detém os direitos do jogador e que está emprestado ao Furacão. O dirigente falou até em indenizar o clube paulista de alguma forma pelo erro cometido por funcionários do Rubro-Negro.

“Ainda não tivemos uma posição mais forte e mais clara com relação às provas do Camacho. O clube vai tomar as providências, vai conversar com o Corinthians no sentido de pagar, indenizá-los para compensar o mal que causamos ao atleta, que não é nosso e está emprestado”, concluiu.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!