Ainda que o Athletico tenha saído de campo diante do Vasco apenas com um ponto ‘na bagagem’, o resultado foi considerado positivo pelo elenco. A partida aconteceu ontem, em São Januário, e o empate em 1×1 foi válido pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Furacão saiu na frente e teve bons momentos durante o duelo, com o domínio do jogo, mas precisou segurar o placar nos minutos finais do confronto.

Autor do gol do Rubro-Negro aos três minutos da segunda etapa, o lateral-direito Madson ressaltou o quanto os jogadores não tiveram tempo para se preparar para o confronto. Devido à conquista da Copa do Brasil, na última quarta-feira, a delegação atleticana fez muita festa nos últimos dias e não se preparou da melhor forma possível para o compromisso pelo Brasileirão. Portanto, o ponto conquistado foi comemorado. “Estávamos cansados. Foram dias de festa e praticamente nem treinamos, então a equipe suportou bem. O jogo de quarta nos exigiu muito, o Tiago (Nunes) deu uma mesclada, poderíamos sair com resultado melhor, mas está bom, o Brasileiro é difícil”, disse, referindo-se às quatro alterações na equipe em relação aos atletas titulares diante do Internacional.

+ Veja como foi o jogo entre Vasco e Athletico!

O goleiro Santos, que além de comemorar o título da Copa do Brasil nesta semana, também celebrou a convocação para a seleção brasileira, ressaltou a importância da soma na tabela. Nos minutos finais do duelo contra o Vasco, o Rubro-Negro chegou a levar o gol da virada, mas o lance foi anulado porque Oswaldo Henríquez pisou com as travas da chuteira no rosto do arqueiro atleticano.

“Senti uma pancada, foi forte. Mas o importante é que fizemos um bom trabalho e saímos na frente. Eles marcaram em um lance isolado, pênalti, mas conseguimos levar um ponto pra casa, o que é importante”, destacou. O gol do time carioca foi assinalado com a interferência do VAR, que sugeriu ao árbitro Anderson Daronco que analisasse a imagem. O juiz considerou que Rony, na barreira, encostou a mão na bola. Na cobrança, Danilo Barcelos assinalou. Santos chegou a cair no canto certo e a encostar na bola, mas o chute entrou.

+ Confira a tabela de jogos e a classificação do Brasileirão!

Sempre se mostrando tranquilo diante das situações, o goleiro – que apresentou um corte no rosto – disse que a alegria de ser convocado precisa ser dividida com todo o time. “É um momento que não só meu, mas que o clube todo está vivendo. Nossa meta é seguir jogo a jogo conseguir conquistar pontos e subir na tabela”, comentou.

O objetivo do Furacão é subir posições no Brasileirão e não se acomodar com o fato de já estar garantido na Copa Libertadores 2020. Santos garantiu que o Athletico irá se entregar no returno da competição, que iniciou na atual rodada. “O ano não acabou. Temos todo o segundo turno do Brasileiro pela frente, então vamos procurar fazer nosso trabalho, mostrar serviço até o final da temporada”, arrematou.