Nesta quinta-feira (17), o Athletico volta a pisar no Maracanã, um estádio que vem trazendo boas memórias ao clube. Mais recentemente, foi lá que o Furacão deu um passo importante para a conquista da Copa do Brasil, quando empatou em 1×1 com o Flamengo, mas venceu nos pênaltis, pelas quartas de final, diante de 70 mil pessoas. Antes, porém, comemorou no estádio a classificação para a final da Sul-Americana, diante do Fluminense, justamente o próximo adversário.

No dia 28 de novembro de 2018, o Rubro-Negro bateu o tricolor carioca por 2×0 e carimbou a vaga pra final, que seria disputada contra o Junior Barranquilla, da Colômbia. “É sempre bom lembrar dos bons momentos que tive lá. Jogar no Maracanã é sempre um sonho, uma satisfação imensa. Espero estar iluminado para fazer um bom jogo”, disse o atacante Rony, em entrevista ao site atleticano.

O camisa 7 tem motivos de sobra para ter boas recordações do Maraca. No ano passado, fez um golaço contra o Flamengo, pelo Campeonato Brasileiro, e na atual temporada marcou o gol que levou o duelo da Copa do Brasil para os pênaltis.

Agora, voltando à atual realidade, o Athletico quer deixar para trás a derrota para o rubro-negro carioca na Arena da Baixada e voltar a vencer no Brasileirão. Nos últimos dois jogos, somou apenas um ponto, no empate em 2×2 com o Corinthians. Aliás, depois de levantar o troféu da Copa do Brasil, o Furacão ainda não perdeu como visitante. Foram dois empates (contra Vasco e Corinthians) e uma vitória (sobre o Bahia).

+ Confira a classificação completa do Brasileirão!

E nada melhor que manter este embalo como visitante no palco que vem sendo uma segunda casa do Rubro-Negro. Pela frente, um Fluminense que ainda luta contra o rebaixamento, mas que não perde há seis jogos.

“O Fluminense é uma grande equipe e que está saindo de uma situação difícil. Então, teremos que saber suportar a pressão”, afirmou Rony.

Um bom exemplo para isso é a última vez que se enfrentaram no Rio de Janeiro. Naquela semifinal, mais de 37 mil pessoas foram ao Maracanã para empurrar a equipe carioca. Só que o Athletico não tomou conhecimento, dominou o confronto e ganhou com naturalidade. Agora, fica a expectativa para repetir aquela atuação e, consequentemente, a vitória.

Leia mais:

+ Tiago Nunes lamenta baixo público na Arena
+ Marcelo Cirino confirma que não fica no Furacão em 2020