Adversário do Athletico na próxima quinta-feira (9), às 21h30, na Bombonera, em Buenos Aires, em duelo válido pela última rodada do Grupo G, o Boca Juniors chegará motivado para o confronto. O time comandado pelo técnico Gustavo Alfaro garantiu, na noite de quinta-feira (2), o título da Supercopa da Argentina depois de derrotar o Rosário Central nas cobranças de pênaltis.

+ Leia também: Furacão inicia maratona de jogos, viagens e pouco treino

O duelo aconteceu no Estádio Malvinas Argentinas, em Mendoza, e terminou empatado no tempo normal em 0x0. Apesar do domínio do Boca, o Rosário aguentou a pressão e conseguiu, no sacrifício, levar a disputa do título para as penalidades.

Prevaleceu, então, a qualidade dos Xeneizes, que bateram o adversário por 6×5. Fizeram os para o próximo adversário do Furacão Benedetto, Tévez, Cristian Pavó, Sebastián Villa, Buffarini e Carlos Izquierdoz. Depois do empate em 5×5, nas cobranças alternadas o goleiro Esteban Andra defendeu o chute de Fábian Rinaudo e garantiu o título.

+ Mais na Tribuna: Athletico vê Arena ficar atrás do Couto, mas fica à frente de Coxa e Paraná

O time argentino ainda não está garantido matematicamente nas oitavas de final da Libertadores. Mas somente se for goleado ou se o Tolima golear o Jorge Wilstermann de maneira que seja capaz de tirar os sete gols que tem no saldo de vantagem, tira a equipe de Gustavo Alfaro da próxima fase. No entanto, o Boca Juniors precisa de uma vitória simples para garantir a primeira posição do Grupo G e ter, assim, vantagem na próxima etapa do torneio.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!