Principal jogador do Athletico na temporada e fundamental na conquista do título inédito da Copa do Brasil, o volante Bruno Guimarães extravasou após a vitória por 2×1 sobre o Internacional, no Beira-Rio, em Porto Alegre, na noite de quarta-feira (18). O jogador, que está na mira dos principais clubes de futebol do mundo, fez uma transmissão ao vivo em uma das suas redes sociais, provocou os rivais Coritiba e Paraná Clube e o vídeo viralizou na internet.

Durante a transmissão, com a companhia do zagueiro Léo Pereira, outro atleta revelado na base do Furacão, Bruno Guimarães deu uma de torcedor e cantou uma música provocativa aos rivais. “Um minuto de silêncio, para o Coxa que está morto, pro Paraná que já morreu e o campeão sou eu”, gritou ele.

As provocações continuaram. Para fechar o vídeo, que rapidamente se espalhou nas redes sociais e nos principais grupos de atleticanos do whatsapp, o volante completou dando a entender que os rivais estão invejando o Rubro-Negro nesse momento histórico. “Está com raiva? Então morde as costas! Não tem jeito!”, acrescentou.

O vídeo foi gravado logo após a partida, ainda no vestiário do Beira-Rio. Bruno Guimarães já exibia com orgulho a medalha no peito de campeão da Copa do Brasil. As provocações continuaram na chegada do Athletico em Curitiba. Na festa dos atletas e da comissão em cima de um trio elétrico, o jogador pegou o microfone e cantou a mesma provocação, desta vez acompanhado de outros jogadores e da torcida, que acompanhava a carreata.

Bruno Guimarães teve motivos de sobra para comemorar na semana: título da Copa do Brasil e convocação pra seleção olímpica. Foto: Albari Rosa
Bruno Guimarães teve motivos de sobra para comemorar na semana: título da Copa do Brasil e convocação pra seleção olímpica. Foto: Albari Rosa

Bruno Guimarães era um dos mais empolgados na festa pelo título e tem motivos de sobra para comemorar. Além do bom momento, de ter sido importante na conquista e já ter atraído a atenção de times da Europa, o atleta foi convocado na última sexta-feira (20) pelo técnico André Jardine para defender a seleção olímpica em outubro em amistosos contra Venezuela e Japão, em Recife.

Leia mais:

+ Furacão vai com time reserva pro jogo com o Vasco
+ Tite convoca o goleiro Santos e ex-Athletico pra seleção
+ Os bastidores da conquista da Copa do Brasil