Ibagué, Colômbia – A estreia do Deportes Tolima na Libertadores tem empolgado a população da cidade de Ibagué. Nas ruas do centro, em uma das principais avenidas que corta o bairro e onde há uma grande concentração de lojas, não é preciso andar muito para encontrar camisas do “El vinotinto”.

O time colombiano estreia na Libertadores 2019 – sua sétima participação – na terça-feira (5), diante do Athletico. O jogo será no estádio Manuel Murillo Toro, a partir das 21h30 (horário de Brasília).

+ Leia também: Palco do duelo do Athletico com o Tolima passa por últimos ajustes

Na cidade sede do Tolima, que fica a 200 quilômetros da capital Bogotá, a rua 15 Sanjuanero é um ponto de grande concentração de pessoas com muitos pequenos comércios que dividem espaços com ambulantes.

Em poucos passos, de uma lojinha a outra, é fácil encontrar o manto do time local pendurado em exposição, aguardando ser “arrematado” por um torcedor. As camisas vendidas no centro são todas falsificadas, mas nem por isso deixam de ser objeto cobiçado. Os preços variam entre 30.000 (R$ 36,00) e 35.000 (R$ 42,00) pesos colombianos.

+ Mais na Tribuna: Furacão chegou a Ibagué com recepções de torcedores do Tolima

O vendedor Jhon Triana trabalha em uma das pequenas portas e garante que a procura está sendo muito boa. Só na última semana chegou a vender 300 camisas, um aumento de quase 50%. É o efeito Libertadores, segundo ele.

Para quem não abre mão de se ter um produto oficial é possível comprar no Shopping Multicentro, em um bairro financeiramente mais privilegiado, no quiosque do clube.

Lá o manto custa mais caro, de 135 mil (R$ 164,00) até 165 mil pesos (R$ 201,00), dependendo do modelo. Na loja oficial a variedade é maior. Há modelos de jogo, de treino, de apresentação, especial comemorativo, feminino e infantil.

Mesmo com um custo muito mais expressivo, ainda mais levando em consideração que a cidade tem o maior índice de desemprego de todo o país, a procura pelas camisas oficiais também aumentou por conta da estreia. Houve um acréscimo de 150 camisas sendo vendidas a mais por semana no último mês. Há também outros itens do time, como canecas, almofadas, chaveiros, bonés e casacos.

Empolgação

Basta uma breve conversa com qualquer morador local para saber o quanto o jogo desta terça-feira (5) é importante. O vendedor Triana, por exemplo, ao saber que a equipe da Tribuna do Paraná veio do Brasil especialmente para o jogo, tratou de chamar o amigo para destacar os brasileiros ali em sua loja.

“Vai ser um jogo difícil, mas estamos em nossa casa e vamos vencer”, arrematou o vendedor.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!