O atacante argentino Marco Ruben manifestou seu desejo de permanecer no Athletico. No Furacão desde o início desta temporada, vindo de empréstimo do Rosário Central, o jogador de 33 anos é o artilheiro do time e disse que se sente bem em terras brasileiras. “Me deram muito carinho nesse pouco tempo, os torcedores, a cidade me abraçou”, falou ele.

Quando chegou ao CT do Caju, o camisa 9 estava disposto a retomar a boa fase de sua carreira. Os últimos anos do argentino não foram dos melhores. Convivendo com lesões e dramas familiares, o atleta passou por momentos complicados, fases longe dos gramados e jejum de gols. No Rubro-Negro ele voltou a encontrar o caminho das redes e logo se tornou um ídolo dos torcedores.

Com a camisa atleticana, são 12 gols em 35 jogos oficiais, sendo seis deles assinalados na Libertadores. Foi na competição continental, inclusive, que Marco Ruben conseguiu o feito de atingir um hat-trick: marcou três gols em jogo válido pela fase de grupos contra o Boca Juniors, na Arena da Baixada, no dia 2 de abril.

O atleta tem vínculo com o Athletico apenas até o final do ano. Porém, existe uma cláusula no contrato que permite que o Furacão tenha direito a exercer a compra do passe do centroavante por 1,9 milhões de dólares, cerca de R$ 7 milhões.

Na última semana, o jogador foi assistir ao espetáculo argentino ‘Fuerza Bruta’, exibido na Pedreira Paulo Leminski, com alguns companheiros de equipe. À RPC, o jogador deixou claro que se sente muito bem no Athletico. “Aqui me querem. Me deram muito carinho nesse pouco tempo, os torcedores, a cidade me abraçou. Eu gosto de ir passo a passo e nessa última etapa da minha carreira quero jogar cada partida e não pensar no futuro. Quero me guiar pelo sentimento, que é o mais importante”, falou o camisa 9, em entrevista à jornalista Nadja Mauad.

+ Confira a classificação completa do Brasileirão!

No que depender do técnico Tiago Nunes, o argentino fica. Recentemente, o treinador elogios ao jogador, mesmo podendo contar com Thonny Anderson na posição em uma boa fase.

“Marco é um profissional exemplar. É um dos caras mais profissionais com quem tive o prazer de trabalhar até hoje. Tem uma postura muito séria, muito comprometida, competitivo. Por mim eu gostaria que o Marco ficasse ao meu lado sempre que possível. Dentro de campo é um matador. Quero sempre ao meu favor em qualquer time que for”, afirmou.

+ Mais do Furacão:

+ Tiago Nunes abre mão de “malabaristas” pra ficar com quem se dedica 100%
+ Os Fanáticos é condenada a pagar multa ao Athletico por invasão