Classificado às oitavas de final da Libertadores com uma rodada de antecedência, o Athletico começou na quarta-feira, na derrota para o Jorge Wilstermann por 3×2 na Bolívia, uma maratona quase interminável de jogos até a parada para a Copa América. Desta quarta-feira (24), quando atuou em solo boliviano, até o dia 13 de junho, quando encara o Goiás, pelo Campeonato Brasileiro, em Goiânia, o Furacão vai entrar em campo nada menos do que 15 vezes em 51 dias. Uma média de uma partida a cada três dias, e com confrontos decisivos pela frente.

O Rubro-Negro, que mais uma vez optou por colocar seu time de aspirantes no Campeonato Paranaense, completou apenas seu quinto jogo oficial em 2019. A partir de agora, porém, não terá moleza. Neste domingo (28), depois do duelo desgastante na altitude e do cansaço da viagem, os comandados pelo técnico Tiago Nunes vão estrear no Brasileirão contra o Vasco, na Arena da Baixada.

+ Leia também: Jogadores do Furacão discordam sobre efeitos da altitude em derrota

Sobre a equipe que vai entrar em campo para buscar a primeira vitória na competição, o treinador despistou e afirmou que vai colocar em campo aqueles que estiverem mais adaptados às ideias de jogo e de acordo com o que o adversário pode oferecer.

“Nosso foco é disputar o máximo de jogos possível. Nosso time está tendo mais entrosamento jogando junto. Mudanças vão ocorrer dependendo da necessidade do jogo contra o Boca. Podemos pensar no jogo do Brasileiro anteriormente a isso. No domingo, vamos colocar em campo um time de jogadores que estão mais adaptados às ideias de jogo. Vamos escolher de acordo com o que o Vasco pode propor. É um jogo em casa, vamos respeitar ao máximo nosso torcedor e dar o máximo para vencer”, afirmou.

+ Mais na Tribuna: Tiago Nunes lamenta resultado na Bolívia, mas se diz orgulhoso do time

Neste período até a parada para a Copa América, o Athletico terá mais nove jogos pelo Campeonato Brasileiro, a última rodada da fase de grupos da Libertadores, diante do Boca Juniors, no dia 9 de maio, além dos dois duelos das oitavas de final da Copa do Brasil e das duas partidas contra o River Plate, valendo o título da Recopa Sul-Americana. Nunes elogiou o aspecto físico do time atleticano diante do Jorge Wilstermann e ressaltou a importância da força do grupo nessa maratona de jogos.

“Lembrando que a maratona de jogos começa agora. Até o dia 13 de junho, quando enfrentamos o Goiás, temos uma sequência de mais de 14 jogos. Por isso a importância do grupo. O time esteve bem fisicamente e sentiu mais a velocidade da bola. O time local faz um jogo com muitas diagonais, com bolas longas”, emendou o comandante rubro-negro.

Tiago Nunes praticamente garantiu força máxima na estreia no Brasileirão, contra o Vasco. Foto: Albari Rosa
Tiago Nunes praticamente garantiu força máxima na estreia no Brasileirão, contra o Vasco. Foto: Albari Rosa

A derrota sofrida para o Jorge Wilstermann quase estragou os planos do Furacão na Libertadores. Se o Deportes Tolima tivesse vencido o Boca Juniors, a situação estaria mais complicada. Menos mal que isso não aconteceu e o time rubro-negro vai para La Bombonera precisando de um empate para garantir a primeira posição do grupo.

+ Viu essa? Athletico presta homenagem a Dirceu Krüger

Mas até lá, o Athletico terá três partidas pelo Brasileirão. Além do duelo contra o Vasco, terá dois duelos seguidos fora de casa, contra Fortaleza e Chapecoense, antes de viajar a Buenos Aires. Para o lateral-direito Jonathan, por conta dos poucos jogos feitos até agora pelo Rubro-Negro, será importante a manutenção dos jogadores para aprimorar o entrosamento e o ritmo de jogo.

“Fizemos cinco jogos oficiais no ano. É muito pouco. A gente ainda está buscando ritmo de jogo. A gente sabe que o ritmo vai vir jogando. Quanto mais jogos fizermos, melhor pra gente. Com isso, nossos erros vão diminuindo, o condicionamento físico vai melhorando e o ritmo de jogo também. A gente tem que encarar todos os campeonatos da mesma maneira, porque o Athletico tem um time que pode estar brigando por todas as competições”, concluiu o camisa 2 atleticano.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!