O Athletico conheceu na última segunda-feira (17) seus adversários na Copa Libertadores 2019. E os três times, Boca Juniors, da Argentina, Junior Barranquilla, da Colômbia, e Deportivo Tolima, da Colômbia, já tiveram suas histórias contra brasileiros.

+ Leia também: Tiago Nunes ainda não sabe se fica no Furacão

O primeiro deles não precisa de muitas apresentações, com seis títulos da Libertadores (1977, 1978, 2000, 2001, 2003 e 2007) e atual vice-campeão do torneio, o Boca é um dos clubes mais tradicionais da América do Sul, tendo mais três Mundiais de Clubes e outros 33 campeonatos argentinos.

No elenco argentino, nomes de peso, como Tevez, Ábila, Benedetto, Gago, Pavón, Pablo Pérez e Andrada, ainda conta com o lateral-esquerdo Lucas Olaza, que defendeu o Furacão em 2014. O time é o atual vice-campeão da Libertadores e chegou à edição de 2019 por ter sido campeão argentino na última temporada.

+ Mais na Tribuna: Pablo troca o Athletico pelo São Paulo

Porém, a força do Boca pode cair aos poucos. Benedetto, Gago e Tevez devem liderar uma mudança no grupo, que já perdeu o técnico Guillermo Schelotto, que pode ser substituído por outro ex-ídolo do clube, o ex-atacante Martín Palermo.

Altitude e legião brasileira

Zagueiro brasileiro Alex Silva já está no Jorge WIlstermann há três anos. Foto: Divulgação/Palmeiras
Zagueiro brasileiro Alex Silva já está no Jorge WIlstermann há três anos. Foto: Divulgação/Palmeiras

Outro adversário do Rubro-Negro, o Jorge Wilstermann chegou a Libertadores de 2019 por ter vencido o Torneio Apertura em 2018. Agora, o clube boliviano disputará pela 19ª vez o torneio continental. Sua melhor participação foi em 1981, quando chegou às semifinais. Em 2017, foi às quartas de final, quando bateu o River Plate por 3×0 na ida, mas na Argentina levou uma histórica por 8×0. A grande arma da equipe é altitude dos 2.500 metros de Cochabamba.

+ Polêmica: Athletico é condenado a pagar dívida milionária com a prefeitura de Curitiba

Alguns nomes importantes do futebol brasileiro vestiram a camisa da equipe, como Jairzinho e Túlio Maravilha. Atualmente, um outro brasileiro é o principal jogador do Jorge Wilstermann, Lucas Gaúcho, que marcou 11 gols em 24 jogos nesta temporada. Além dele, outros destaques são os meias Carlos Melgar e Jorge Ortiz e outro brasileiro, o zagueiro Alex Silva, que está há três anos no clube.

Zebra histórica

Deportes Tolima conquistou o Colombiano em 2018. Foto: Jorge Cuellar/Deportes Tolima
Deportes Tolima conquistou o Colombiano em 2018. Foto: Jorge Cuellar/Deportes Tolima

Certamente o Deportes Tolima é conhecido no Brasil por ter eliminado o Corinthians na ‘pré-Libertadores’ de 2011. E, de fato, esse foi o maior feito do clube colombiano na competição. Atual campeão do Torneio Apertura na Colômbia, o segundo na sua história, o time vai para a sua sétima Libertadores, voltando após seis anos. O clube só passou para a segunda fase em 1982.

+ Vai e vem: Confira TODAS as notícias sobre o mercado da bola!

Sem grandes feitos, a modesta equipe tenta surpreender com o vice-artilheiro do campeonato colombiano, o atacante Marco Pérez, que fez 19 gols em 39 partidas.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!