“Já fui dispensado por jogar mal, perder gol, indisciplina, por ser feio, por jogar muito, por ser campeão, por muitas coisas. Mas por whats foi a primeira vez”.

A frase é do meia-atacante Cleverson, de 35 anos. Ele divulgou em suas redes sociais a forma que o Ypiranga de Erechim o dispensou. O atleta, que já passou por 25 clubes, teve uma passagem pelo Athletico de 2005 a 2007, mas com pouquíssimos jogos disputados.

Segundo Cleverson, ele tinha um acordo para retornar ao clube após disputar a primeira divisão do Campeonato Gaúcho – atuando pelo Pelotas e depois pelo Avenida. O Ypiranga hoje disputa a segunda divisão do estado. Mas o diretor de futebol Renan Mobarack mandou ‘um zap’ pra ele avisando da dispensa. “Na mensagem, ele me comunicou que após uma conversa com a comissão técnica, eles não estariam contando comigo. Isso tudo via Whatsapp. Falei que tudo bem, é um direito deles. Se não querem, paciência”, disse Cleverson em entrevista ao GloboEsporte.com.

+ Time: Furacão terá desfalques contra o Fortaleza na Copa do Brasil

O meia-atacante é um daqueles jogadores que rodou o País atrás da bola. Cleverson começou no Cachoeiro, de Cachoeiro de Itapemirim. Depois vieram Novo Hamburgo, Athletico, Fortaleza, Bahia, Ulbra, Guarani, Criciúma, Grêmio Barueri, Noroeste, Chapecoense, Avaí, Náutico, União Barbarense, Lajeadense, Cuiabá, Concórdia, Passo Fundo, Brasil de Pelotas, Glória, Brusque, Macaé, São Paulo-RS, Pelotas, Avenida e (ufa!) Ypiranga. E agora está livre no mercado.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do Trio de Ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!