No centésimo jogo de Tiago Nunes no Athletico, uma vitória de virada. O Furacão foi ao Maracanã nesta quinta-feira (17), e pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, e aplicou 2×1 no Fluminense, com dois gols de Madson, e conquistou os três pontos. A partida foi movimentada, sobretudo na primeira etapa, com as interferências acertadas do VAR, e foi marcada pela superação do Athletico – que, com paciência, encaixou a virada. Com 38 pontos o time é o nono colocado na classificação.

+ Confira como foi o jogo no nosso Tempo Real!

Os donos da casa começaram a partida pressionando muito e não demorou em abrirem o placar. O Furacão não teve tempo de se organizar em campo e já sofreu o prejuízo. Aos três minutos, em cobrança de escanteio de Nenê, a bola ficou com João Pedro, que desviou. Madson tentou o corte, mas chutou fraco e a bola sobrou para Frazan, que mandou para o fundo das redes.

O Furacão tentou reagir e começou a apresentar mais controle de jogo após os dez minutos iniciais. O gol de empate parecia ter vindo aos 13, com um belo chute de Rony, mas o VAR alertou o juiz sobre o impedimento de Márcio Azevedo na origem da jogada e o gol foi anulado. O árbitro de vídeo agiu novamente, mas do outro lado. O tricolor carioca marcou mais uma vez, aos 24 minutos com João Pedro, porém a posição irregular do jogador do Flu foi revisada e o árbitro invalidou o gol.

Aquele perereco na área rubro-negra. Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC
Aquele perereco na área rubro-negra. Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC

Aos 35 minutos, o Rubro-Negro perdeu uma grande oportunidade de igualar o placar. Após falha na saída do time carioca, Thonny Anderson dominou e passou para Léo Cittadini. Ao invés de chutar de primeira, o jogador ficou com a bola e precisou enfrentar o goleiro Muriel avançado. Tentando se livrar da marcação do arqueiro com dribles e recuos, ele perdeu a oportunidade e acabou segurando demais a bola. Quando, finalmente, fez o passe para Marcelo Cirino, o camisa 10 errou.

+ Já ouviu o podcast sobre os ‘famosos quem’ do futebol paranaense?

Porém, o Athletico não desistiu e conseguiu, nos acréscimos da primeira etapa, deixar tudo igual. Wellington fez um belo lançamento longo do meio de campo com endereço certeiro para Madson. O camisa 23 passou nas costas de Yoni González, matou no peito e chutou cruzado no canto de Muriel, empatando o confronto.

Se os primeiros 45 minutos de jogo foram de correria para os dois lados, a etapa complementar teve intensidade semelhante. Apesar da falta de criatividade por parte das equipes, o Fluminense tinha pequena superioridade e parecia estar mais próximo do gol, com mais investidas na área atleticana.

Bruno Guimarães na disputa com Paulo Henrique Ganso. Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC
Bruno Guimarães na disputa com Paulo Henrique Ganso. Foto: Lucas Merçon/Fluminense FC

Mas o Furacão teve paciência e encontrou o momento exato para consolidar o resultado vitorioso. Aos 25 minutos, em cobrança de escanteio de Rony, Madson subiu, ganhou do marcador, e de cabeça mandou a bola no canto da meta de Muriel, comemorando seu segundo no jogo e se consagrando o autor da vitória do time.

+ Confira a classificação completa do Brasileirão!

O Flu bem que tentou reagir, forçou as investidas e buscando acelerar o jogo, mas não conseguiu estragar a noite festiva do Athletico. O Rubro-Negro volta a campo no domingo (19), contra o Palmeiras, na Arena da Baixada, a partir das 19h.

Ficha técnica

BRASILEIRÃO
2º Turno – 26ª Rodada

FLUMINENSE 1×2 ATHLETICO

Fluminense
Muriel; Gilberto, Nino, Frazan e Caio Henrique; Allan, Daniel (Orinho) e Paulo Henrique Ganso; Nenê (Wellington Nem), Yony González e João Pedro (Lucão).
Técnico: Marcão

Athletico
Santos, Madson, Léo Pereira, Pedro Henrique e Márcio Azevedo; Wellington, Bruno Guimarães e Léo Cittadini (Bruno Nazário); Rony (Lucho González), Marcelo Cirino (Pedrinho) e Thonny Anderson.
Técnico: Tiago Nunes

Local: Maracanã (Rio de Janeiro-RJ)
Árbitro: Rodrigo D’Alonso Ferreira (SC)
Assistentes: Neuza Inês Back (Fifa-SP) e Thiaggo Americano Labes (SC)
VAR: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)
Gols: Frazan 3 e Madson 47 do 1º e 25 do 2
Cartão amarelo: Márcio Azevedo (CAP)
Renda: R$ 332.440,00
Público pagante: 15.040
Público total: 16.109